Pinheiro nega consenso para liderança do governo

"Não tem nada decidido. O processo não foi concluído e cabe à presidente [Dilma Rousseff] decidir. Não tem absolutamente nada disso", afirma o senador baiano sobre a informação de que o PT está fechado em torno do seu nome para assumir a liderança do governo no Congresso; "Deram uma grande barrigada. Pegaram informação de quem eu não sei"

Pinheiro nega consenso para liderança do governo
Pinheiro nega consenso para liderança do governo (Foto: Marcos Oliveira)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

O senador baiano Walter Pinheiro, do PT, nega com veemência que há consenso na base em torno de seu nome para líder do governo do Congresso, conforme publicação da Época.

Mas o petista também não desmente a vontade de sê-lo. "Não tem nada decidido. O processo não foi concluído e cabe à presidente [Dilma Rousseff] decidir. Não tem absolutamente nada disso", disse o senador em entrevista ao Bahia Notícias.

Segundo Pinheiro, o assunto foi "plantado" na imprensa por fontes sem credibilidade. "Deram uma grande barrigada. Tem um líder no cargo. Como alguém me bota na liderança? Além de ser descortês, é um erro político. Erraram peremptoriamente. Pegaram informação de quem eu não sei, sem ter me ouvido e prestaram um desserviço à Bahia. Quem vazou, talvez tenha sido com a intenção de prejudicar".

Caso se consolide na posição de líder do governo no Congresso, o senador ganharia mais força no PT para a sucessão do governador Jaques Wagner no ano que vem.

Homem de confiança de Wagner, Pinheiro tem ganhado também a confiança da presidente Dilma Rousseff. O petista se elegeu para o Senado em 2010 com mais de 3,6 milhões de votos.

Mas ele minimiza a movimentação. "É muito cedo. Temos que trabalhar em 2013. Depois que a gente executar as coisas é que tem que se pensar no que acontecer em 2014. Antecipar 2014 agora é um erro".

Entre os petistas que podem encabeçar a chapa governista em 2014 estão ainda o secretário do Planejamento, José Sérgio Gabrielli (ex-presidente da Petrobras), e o chefe da Casa Civil do Estado, o deputado federal licenciado Rui Costa.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247