Plano de estímulo à economia tem R$ 845 mi

Governo estadual define programas que vão priorizar agropecuária, mineração, microcrédito, indústria, turismo e micro e pequenas empresas; objetivo é fomentar o desenvolvimento e manter os índices positivos no PIB que o Estado tem alcançado nos últimos meses

Plano de estímulo à economia tem R$ 845 mi
Plano de estímulo à economia tem R$ 845 mi (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_ A economia goiana passa por momento e vem atingindo números recordes nos últimos meses no Produto Interno Bruto (PIB), na geração de empregos formais e na produção industrial. Para manter este ritmo de crescimento e evitar abalados oriundos da crise que assola a União Europeia e os Estados Unidos, o governo estadual colocará em prática o PAI Economia. O projeto é uma subdivisão do Plano de Ação Integrada de Desenvolvimento (PAI), lançado pelo governador Marconi Perillo na semana passada e define cinco programas prioritários para a área, que totalizam R$ 845 milhões. 

Agropecuária, mineração, microcrédito, indústria, turismo e micro e pequenas empresas são os segmentos priorizados pelo PAI Economia. Os programas integradores voltados para a área econômica são: de Alimentos Comunitários, Fortalecimento e Expansão das Atividades Agropecuárias no Estado, Estadual de Mineração, Desenvolvimento da Economia Goiana e Desenvolvimento Turístico de Goiás.

Para o secretário de Gestão e Planejamento, Giuseppe Vecci, o governo do Estado tem de atuar como fomentador do desenvolvimento econômico, adotando programas que tenham impacto positivo no setor produtivo e, por extensão, na vida da população, devido a seus efeitos na geração de empregos formais e da riqueza, contribuindo para a melhoria das condições de vida do cidadão. 

Entre os programas subordinados da área econômica estão o de Banco de Alimentos (Ceasa), Horta Comunitária, Lavoura Comunitária, Assistência Técnica e Extensão Rural da Emater, Defesa e Vigilância Agropecuária, Pesquisa em Desenvolvimento da Agropecuária (Emater), Estadual de Irrigação, Estadual de Mineração, Banco do Povo, Fomento à Economia (Produzir), Infraestrutura de Distrito Agroindustriais, Financiamento às Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores, Atração de Eventos Turísticos e Infraestrutura de Turismo.

O que é o PAI

O Plano de Ação Integrada de Desenvolvimento (PAI) é o plano com o “pé no chão” do Governo do Estado, aquele que vai ser executado nos próximos dois anos e meio visando atender as principais demandas da população goiana. A declaração é do governador Marconi Perillo, feita hoje, durante o lançamento oficial do PAI, ocorrido no Oliveira's Place. Esteve presente um público de cerca de 1,3 mil pessoas, entre dirigentes de órgãos e entidades estaduais, servidores públicos e lideranças de classe. 

Segundo o governador, o PAI é “pé no chão” porque definiu fontes de recursos, o que garante sua viabilidade. Além disso, prevê ações para reduzir a burocracia na máquina pública. O Plano reúne os 40 programas que vão receber o Selo de Prioridade e serão executados preferencialmente até dezembro de 2014. Contempla as áreas social, econômica, de infraestrutura, desenvolvimento regional, gestão e institucional/comunicação.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email