PM invade diretório do PT em São Paulo

Depois de interromper uma assembleia em apoio ao ex-presidente Lula no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, com policiais armados (fotos à direita), a Polícia Militar do governo Geraldo Alckmin invadiu nesta segunda-feira o diretório paulista do Partido dos Trabalhadores; agentes questionavam o que os militantes faziam ali

Depois de interromper uma assembleia em apoio ao ex-presidente Lula no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, com policiais armados (fotos à direita), a Polícia Militar do governo Geraldo Alckmin invadiu nesta segunda-feira o diretório paulista do Partido dos Trabalhadores; agentes questionavam o que os militantes faziam ali
Depois de interromper uma assembleia em apoio ao ex-presidente Lula no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, com policiais armados (fotos à direita), a Polícia Militar do governo Geraldo Alckmin invadiu nesta segunda-feira o diretório paulista do Partido dos Trabalhadores; agentes questionavam o que os militantes faziam ali (Foto: Gisele Federicce)

SP 247 – A Polícia Militar de São Paulo invadiu nesta segunda-feira 14 o diretório estadual do PT. Segundo relatos de militantes petistas, uma viatura parou na porta da garagem e um tente coronel entrou no saguão para perguntar aos militantes o que faziam ali.

"Nunca imaginei que chegaríamos a esse nível de quase ilegalidade do Partido dos Trabalhadores", relatou no Facebook o secretário estadual da Juventude do PT, Erik Bouzan, que em seguida pregou "resistência e luta".

Na noite de sexta-feira, a PM interrompeu uma assembleia realizada em homenagem ao ex-presidente Lula pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, questionando se haveria alguma passeata.

Policiais armados entraram no local, acompanhados de quatro viaturas. A Secretaria de Segurança Pública negou neste domingo, em nota, que tenha intimidado os sindicalistas.

Leia abaixo o relato de Erik Bouzan:

INTIMIDAÇÃO E ESTADO EXCEÇÃO!

A polícia acabou de entrar na sede do Diretório Estadual do PT.

A viatura parou na porta da garagem. O tenente coronel entrou no saguão da entrada e ficava perguntando o que a gente iria fazer ali, se ia ter atividade e se iríamos fazer algum ato.

Nunca imaginei que chegaríamos à esse nível de quase ilegalidade do Partido dos Trabalhadores.

Mas que eles não se enganem, a resistência e a luta serão feitas do mesmo grau que tentam nos intimidará. Não nos calarão! Não passarão!!

Secretário estadual da JPT

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247