PMDB agora chama Aécio, pai do golpe, de traidor

O motivo da revolta da bancada peemedebista é o fato de o senador Aécio Neves (PSDB-MG), político mais delatado na Lava Jato, ter tentando emplacar seu próprio advogado, Carlos Velloso, como ministro da Justiça e chefe da Polícia Federal

Senador Aécio Neves discursa no Senado em Brasília 12/05/2016 REUTERS/Ueslei Marcelino
Senador Aécio Neves discursa no Senado em Brasília 12/05/2016 REUTERS/Ueslei Marcelino (Foto: Gisele Federicce)

Minas 247 - A reação da bancada do PMDB na Câmara foi forte contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), político mais delatado na Lava Jato, após a indicação do tucano de seu próprio advogado, Carlos Velloso, como ministro da Justiça e chefe da Polícia Federal no governo Temer.

Peemedebistas estão chamando Aécio de "traidor". PMDB e PSDB estavam brigando nos bastidores para ver quem levava o ministério da Justiça. E a disputa se acirrou após o PSDB levar a Secretaria de Governo, para a qual foi indicado o deputado tucano Antonio Imbassahy (BA).

A bancada do PMDB avalia que o partido, apesar de ter a presidência da República, está sendo tratado como "coadjuvante" por Temer. Os deputados argumentam que não há como o partido manter "posição de protagonismo" sem estar à frente de espaços importantes.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247