PMDB mineiro sugere deputado Mauro Lopes para Secretaria de Governo

O PMDB de Minas Gerais tenta emplacar o deputado Mauro Lopes (PMDB-MG) como ministro da Secretaria de Governo; seu nome foi levado a Michel Temer na semana passada pelo primeiro vice-presidente da Câmara e coordenador da bancada mineira, Fábio Ramalho (PMDB-MG);

O PMDB de Minas Gerais tenta emplacar o deputado Mauro Lopes (PMDB-MG) como ministro da Secretaria de Governo; seu nome foi levado a Michel Temer na semana passada pelo primeiro vice-presidente da Câmara e coordenador da bancada mineira, Fábio Ramalho (PMDB-MG);
O PMDB de Minas Gerais tenta emplacar o deputado Mauro Lopes (PMDB-MG) como ministro da Secretaria de Governo; seu nome foi levado a Michel Temer na semana passada pelo primeiro vice-presidente da Câmara e coordenador da bancada mineira, Fábio Ramalho (PMDB-MG); (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - A bancada do PMDB de Minas Gerais quer emplacar o deputado Mauro Lopes (PMDB-MG) como ministro da Secretaria de Governo. O nome do parlamentar foi levado a Michel Temer na semana passada pelo primeiro vice-presidente da Câmara e coordenador da bancada mineira, Fábio Ramalho (PMDB-MG).

Segundo auxiliares de Temer, o presidente já bateu o martelo sobre trocar o atual titular da Secretaria de Governo, o deputado licenciado Antonio Imbassahy (PSDB-BA), na reforma ministerial que está fazendo. Por ter uma relação próxima com Temer, o tucano pode ser realocado para o Ministério da Transparência ou Direitos Humanos.

"A bancada de Minas sugeriu o nome do Mauro Lopes. Levei ao presidente e ele viu com bons olhos", afirmou Ramalho ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado. O peemedebista se reuniu com Temer na última terça-feira, um dia após o presidente anunciar que estava articulando uma reforma ministerial.

As informações são de reportagem no jornal O Tempo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247