PMDB vira coadjuvante e quer mais poder no Paço

Paulo Garcia fortalece PT na prefeitura e causa insatisfação no partido de Iris Rezende, que se sentiu desprestigiado na formação do novo secretariado. Peemedebistas se sentem traídos devido ao apoio que partido ofereceu ao prefeito eleito e já temem por não cumprimento da aliança para 2014  

PMDB vira coadjuvante e quer mais poder no Paço
PMDB vira coadjuvante e quer mais poder no Paço
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_ O anúncio do secretariado de Paulo Garcia (PT) feito pelo próprio prefeito na sexta-feira (4) causou mal estar no PMDB. O partido de Iris Rezende já demonstrou sua insatisfação com a lista e quer mais espaço na prefeitura, que antes era dominada pelo PMDB.

Dos 34 secretários anunciados até agora, 17 são indicações do PT e oito estão dentro da cota do PMDB. “Fomos coadjuvantes nesse anúncio do secretariado. O PT é quem está no comando e, naturalmente, deve assumir o seu espaço. Mas nós também queremos o nosso”, disse o vereador Denício Trindade (PMDB) ao jornal O Popular.

“Me surpreendi muito com a indicação de certas pessoas para certas posições, não imaginava”, disse ao O Popular o presidente regional do PMDB, Samuel Belchior. 

Eleito no primeiro turno e agora dono de seu mandato (sem a sombra de Iris), Paulo Garcia não perdeu tempo e valorizou o PT no Paço.

Ainda restam 11 nomes que devem ser anunciados esta semana. Para alguns peemedebistas, a movimentação deixa claro que o PT se sente maior agora, o que lhe dá o direito de pensar na candidatura de cabeça de chapa em 2014. Fato que o PMDB nem sonha em dar aos companheiros do PMDB.

Paulo Garcia evita se expor e adota tom conciliador. Diz que o PT foi contemplado conforme sua história e importância. O petista afirma também que se reuniu com o PMDB para tomar as decisões sobre o secretariado e não vê insatisfação pelos lados peemedebistas.

O partido de Iris Rezende perdeu as secretarias de Finanças e Planejamento, mas ganhou as pastas de Obras (Luciano de Castro), Saúde (Fernando Machado) e Gabinete Civil (Lívio Luciano), e manteve a de Habitação (Wagner Siqueira). O partido ainda tenta reverter a já certa nomeação do ex-prefeito Pedro Wilson para chefiar a Agência Municiapal de Meio Ambiente (Amma).

As consequências após o anúncio do secretariado evidenciam que PT e PMDB estão longe de acertarem 100% e com a sucessão de 2014 mais perto novas arestas podem aparecer. “

Intrigas internas

O novo secretariado de Paulo Garcia também provocou intrigas internas no PMDB. Aliás, essa é uma tese que os petistas tentam levantar. O descontentamento dos peemedebistas também é interna.

O vereador Paulo Borges que esperava ser o presidente da Câmara, levou uma rasteira de Iris e agora levou outra. Ele não foi mantido na Secretaria de Habitação, que agora é ocupada pelo colega deputado Waguinho Siqueira. A vereadora Célia Valadão também era cotada, mas ficou de fora.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email