Poder Judiciário brasileiro é o mais caro do Ocidente, diz pesquisador

De acordo com uma pesquisa coordenada por Luciano Da Ros, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, "o orçamento destinado ao Poder Judiciário brasileiro é muito provavelmente o mais alto por habitante dentre todos países federais do hemisfério ocidental"; confira reportagem de Willy Delvalle no Diário do Centro do Mundo

STF - Supremo Tribunal Federal (Valter Campanato/Agência Brasil)
STF - Supremo Tribunal Federal (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Willy Delvalle, no Diário do Centro do Mundo - Se o juiz Mirko Vincenzo Giannotte não está "nem aí" diante das reações ao meio milhão de salário que recebeu, o presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) Claudio Lamachia escreveu no Twitter que "o teto constitucional é uma ficção, um verdadeiro faz de conta! E depois se fala em aumento de impostos. Pobre Brasil".

Pobre para quem? Enquanto o país vem enfrentando uma dramática queda na arrecadação nos últimos anos, o orçamento do Poder Judiciário no Brasil só viu crescimento, como mostra o gráfico abaixo, que apresenta parte do orçamento.

De acordo com uma pesquisa coordenada por Luciano Da Ros, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, "o orçamento destinado ao Poder Judiciário brasileiro é muito provavelmente o mais alto por habitante dentre todos países federais do hemisfério ocidental".

Confira aqui a íntegra do texto e os gráficos.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247