Policiais Civis partem em direção à sede do Governo

Expectativa é de que o ato sofra resistência da Polícia Militar, que foi convocada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) para barrar, se necessário, com força a manifestação; grevistas reivindicam aumento salarial e melhoria nas condições de trabalho da categoria 

Policiais Civis partem em direção à sede do Governo
Policiais Civis partem em direção à sede do Governo (Foto: Divulgação)

PE247 – Cerca de 1.5 mil policiais civis grevistas estão reunidos neste momento em frente ao Instituto de Criminalística, no bairro de Campo Grande (Recife), de onde partirão em passeata até a sede provisória do Governo do Estado, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, para reivindicar aumento salarial e melhoria nas condições de trabalho da categoria. Há a expectativa de que o ato sofra resistência por parte da Polícia Militar, que foi convocada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) para barrar, com força, a atividade.

Neste momento, os manifestantes, vestidos com camisetas pretas, carregam cartazes e faixas com frases como “A Polícia Civil de Pernambuco tem o pior salário para o terceiro grau no país”. A categoria reivindica reajuste salarial de 65% em cima dos R$ 2.642,00 que recebe atualmente. Apenas 24 das 361 delegacias estão funcionando em todo o Estado e 30% da frota está em operação.

A decisão de solicitar o uso da força da Polícia Militar contra os grevistas partiu do desembargador Silvio de Arruda Beltrão, do TJPE, que observou que greve da Polícia Civil é “uma lesão à ordem pública”. O mesmo magistrado já havia declarado, monocraticamente, que a paralisação fere a Constituição Federal, classificando-a de ilegal.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247