Ponte Salvador-Itaparica levará Gabrielli a Ondina?

O caminho é duvidoso porque tem dois vieses; se a ponte sair do papel (o que a oposição ao governo e boa parte da população duvidam), o secretário do Planejamento, sem dúvida, seria exaltado; mas se não sair...

Ponte Salvador-Itaparica levará Gabrielli a Ondina?
Ponte Salvador-Itaparica levará Gabrielli a Ondina? (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

Em período pré-eleitoral (ainda que distante, levando em conta que o pleito só acontece em outubro de 2014), todos os possíveis nomes para disputar a sucessão do governador Jaques Wagner (PT) se movimentam para se tornar viáveis na corrida rumo ao Palácio de Ondina.

O chefe da Casa Civil do Estado, deputado federal licenciado Rui Costa, tem se movimentado nas cidades do interior. O senador Walter Pinheiro, com apoio do próprio governador, vai se tornando petista influente no Congresso.

Mas em questão está o ex-todo-poderoso presidente da Petrobras e atual secretário do Planejamento do Estado, José Sérgio Gabrielli. Ele tem escolhido um caminho meio duvidoso, a Ponte Salvador-Itaparica, anunciada por Wagner para acabar com o sofrimento de quem precisa usar o precário sistema ferry boat.

O caminho é duvidoso porque tem dois vieses. Se a ponte sair do papel (o que a oposição ao governo e boa parte da população duvidam), Gabrielli, sem dúvida, seria exaltado. Mas se não sair...

Gabrielli anunciou nesta quarta-feira (30) que no primeiro trimestre de 2014 o edital será lançado.

Segundo ele, o governo elaborou um cronograma de ações para este ano, que inclui a publicação de editais para contratação de estudos de engenharia e de impactos ambientais, masterplan urbanístico, bem como um plano de atração de indústrias aliado a uma estratégia de desenvolvimento social.

Para auxiliar na modelagem econômica e financeira, criação de plano de desenvolvimento da região e apoio aos estudos técnicos a serem realizados, o governo publica no Diário Oficial de hoje a autorização para contratação da McKinsey & Company, uma consultoria internacional com ampla expertise em projetos de desenvolvimento, infraestrutura e financiamento para governos em todo o mundo.

A ponte Salvador-Itaparica, conforme o secretário, é parte de um projeto indutor de desenvolvimento econômico e social, que é o Sistema Viário Oeste.

"Objetivo é criar um novo dinamismo no eixo litorâneo sul, permitindo o surgimento de um novo polo industrial e logístico na Região Metropolitana de Salvador (RMS), ancorado por investimentos já em curso (estaleiros em São Roque do Paraguaçu) ou projetados (nova retro área do porto de Salvador)".

Pois é. Como dito acima, se a ponte, de fato, sair do papel em 2014, Gabrielli sairá na frente dos correligionários. Com informações da Tribuna da Bahia.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247