Por ciúmes, mulher mata, esquarteja e enterra o marido

Após ser presa em Murici, no interior de Alagoas, uma mulher confessou que matou o marido, esquartejou o corpo e o enterrou no quintal de casa por suspeitar que estivesse sendo traída; a vítima estava desaparecida há cinco dias; o casal estava junto há 17 anos e tinha um filho de 14 anos

Após ser presa em Murici, no interior de Alagoas, uma mulher confessou que matou o marido, esquartejou o corpo e o enterrou no quintal de casa por suspeitar que estivesse sendo traída; a vítima estava desaparecida há cinco dias; o casal estava junto há 17 anos e tinha um filho de 14 anos
Após ser presa em Murici, no interior de Alagoas, uma mulher confessou que matou o marido, esquartejou o corpo e o enterrou no quintal de casa por suspeitar que estivesse sendo traída; a vítima estava desaparecida há cinco dias; o casal estava junto há 17 anos e tinha um filho de 14 anos (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - Uma mulher foi presa na noite dessa quarta-feira (22), no município de Murici, após confessar que matou o marido, esquartejou o corpo e o enterrou no quintal de casa.

De acordo com o delegado de Murici, Caio Rodrigues, a vítima José Severo dos Santos, conhecido como "Zé da Cadeira", estava desaparecido há cinco dias. A família procurou a delegacia para informar sobre o caso e uma investigação foi aberta. 

A autora do crime, Maria José, conhecida como Dirleide, esposa da vítima, chegou a registrar a ocorrência, porém, parentes de José informaram ao delegado que desconfiavam da mulher. Ela disse que o marido havia saído para caçar, como sempre fazia. 

"Ela informou que o marido saiu na companhia de amigos, e que não sabia o nome deles, e que seriam de Maceió, porém entrou em contradição algumas vezes. Durante o interrogatório aqui na delegacia, ela confessou que havia matado o marido e enterrado o corpo em casa", relatou o delegado. 

Em depoimento, Maria José disse que cometeu o crime por ciúmes e suspeitava que o marido tinha um relacionamento com outra mulher. 

O corpo foi encontrado enterrado no quintal da residência do casal. Ele estava esquartejado e em avançado estado de decomposição. A Polícia Civil irá investigar se houve a participação de uma segunda pessoa na execução e na ocultação do cadáver. 

Equipes da Delegacia de Murici, do Instituto Médico Legal (IML), Instituto de Criminalística (IC), estiveram no local para fazer os primeiros levantamentos sobre o caso.  

O casal estava junto há 17 anos e tinha um filho de 14 anos, fruto do relacionamento.

Com gazetaweb.com

Ao vivo na TV 247 Youtube 247