‘Precisamos preservar a soberania para gerações futuras’, diz Ananias

Deputado Patrus Ananias (PT-MG) reforçou que será instalada no Congresso Nacional a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania nacional, sob a presidência do senador Roberto Requião (PMDB-PR); Ananias informou que assumirá a secretaria-geral; "Pretendemos levar essa Frente, que é suprapartidária, a municípios de todas as regiões, para disseminar o sentimento e a consciência de que o Brasil é o que temos de maior e melhor e de que precisamos preservar o nosso País, as riquezas nacionais e a soberania para os nossos filhos, netos e as gerações futuras", afirmou

Patrus Ananias
Patrus Ananias (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247- O deputado federal Patrus Ananias (PT-MG) reforçou que, nesta quarta-feira (21), será instalada no Congresso Nacional a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania nacional, sob a presidência do senador Roberto Requião (PMDB-PR). O parlamentar informou que assumirá a secretaria-geral "executando um trabalho integrado com o deputado Glauber Braga (PSOL/RJ), que responderá pela secretaria de Eventos e de Mobilização"

"Pretendemos levar essa Frente, que é suprapartidária, a municípios de todas as regiões, para disseminar o sentimento e a consciência de que o Brasil é o que temos de maior e melhor e de que precisamos preservar o nosso país, as riquezas nacionais e a soberania para os nossos filhos, netos e as gerações futuras", afirmou.

"Esperamos mobilizar a sociedade brasileira em defesa do nosso patrimônio maior que é a nossa pátria", acrescentou o parlamentar. e A frente terá como vice-presidentes regionais senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM) e deputados Celso Pansera (PMDB/RJ), Odorico Monteiro (PSB/CE) e Afonso Motta (PDT/RS)".

O petista voltou a bater duro no governo de Michel Temer. Segundo Ananias, "a agenda dos golpistas está destruindo as conquistas que tivemos nos últimos anos com os governos Lula e Dilma, especialmente no campo social, e destruindo também a soberania nacional".

"Eles aprovaram a PEC 241, hoje Emenda Constitucional 95, que congela o Brasil por 20 anos. Congela os investimentos na área social (saúde, educação, assistência social, segurança alimentar) e congela também as obras de infraestrutura e os investimentos em pesquisa, ciência e tecnologia – áreas fundamentais para garantirmos a soberania e o desenvolvimento integrado e sustentável do Brasil", disse..

"Estamos vendo a operação de desmonte e de gradual privatização da Petrobras. Estamos vendo a abertura do setor de transporte aéreo ao capital estrangeiro. Estão discutindo agora um projeto de lei que libera, sem limites, a venda de terras para estrangeiros. Claro, junto com a terra vendem a água, vendem os recursos naturais, o subsolo, vendem a nossa biodiversidade", acrescentou.

 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247