Prefeito eleito de Osasco toma posse dois dias após sair da prisão

Fora da prisão há apenas dois dias, Rogério Lins (PTN) tomou posse neste domingo da prefeitura de Osasco, em cerimônia na Câmara Municipal; ele voltou a dizer que não tem funcionários fantasmas e que não entende os motivos da sua prisão; "Minha equipe foi considerada fantasma, uma equipe que trabalha 10, 12, 15 horas por dia, uma equipe que trabalha aos fins de semana, uma equipe que se dedica há mais de 10 anos ao meu lado. E eu continuo ainda sem entender quais foram as verdadeiras e reais razões que levaram ao meu pedido preventivo de prisão, mas eu continuo acreditando na Justiça do homem, respeitando o Ministério Público e acreditando principalmente na vontade do povo e na Justiça de Deus, essa não falha, não tenho dúvida", disse o prefeito

Fora da prisão há apenas dois dias, Rogério Lins (PTN) tomou posse neste domingo da prefeitura de Osasco, em cerimônia na Câmara Municipal; ele voltou a dizer que não tem funcionários fantasmas e que não entende os motivos da sua prisão; "Minha equipe foi considerada fantasma, uma equipe que trabalha 10, 12, 15 horas por dia, uma equipe que trabalha aos fins de semana, uma equipe que se dedica há mais de 10 anos ao meu lado. E eu continuo ainda sem entender quais foram as verdadeiras e reais razões que levaram ao meu pedido preventivo de prisão, mas eu continuo acreditando na Justiça do homem, respeitando o Ministério Público e acreditando principalmente na vontade do povo e na Justiça de Deus, essa não falha, não tenho dúvida", disse o prefeito
Fora da prisão há apenas dois dias, Rogério Lins (PTN) tomou posse neste domingo da prefeitura de Osasco, em cerimônia na Câmara Municipal; ele voltou a dizer que não tem funcionários fantasmas e que não entende os motivos da sua prisão; "Minha equipe foi considerada fantasma, uma equipe que trabalha 10, 12, 15 horas por dia, uma equipe que trabalha aos fins de semana, uma equipe que se dedica há mais de 10 anos ao meu lado. E eu continuo ainda sem entender quais foram as verdadeiras e reais razões que levaram ao meu pedido preventivo de prisão, mas eu continuo acreditando na Justiça do homem, respeitando o Ministério Público e acreditando principalmente na vontade do povo e na Justiça de Deus, essa não falha, não tenho dúvida", disse o prefeito (Foto: Romulo Faro)

SP 247 - Fora da prisão há apenas dois dias, Rogério Lins (PTN) tomou posso neste domingo da prefeitura de Osasco-SP, em cerimônia na Câmara Municipal. Ele saiu da Penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo, na sexta-feira (30), após a Justiça conceder um pedido de liberdade para sua prisão preventiva.

O prefeito eleito e mais 13 vereadores da cidade são acusados de contratar funcionários públicos fantasmas que não apareciam para trabalhar, conforme investigação operação Caça-Fantasmas, do Ministério Público de São Paulo.

No discurso de posse, Rogério Lins voltou a dizer que não tem funcionários fantasmas e que não entende os motivos da sua prisão.

"Eu tenho que relatar a minha mais recente experiência. Minha equipe foi considerada fantasma, uma equipe que trabalha 10, 12, 15 horas por dia, uma equipe que trabalha aos fins de semana, uma equipe que se dedica há mais de 10 anos ao meu lado. E eu continuo ainda sem entender quais foram as verdadeiras e reais razões que levaram ao meu pedido preventivo de prisão, mas eu continuo acreditando na Justiça do homem, respeitando o Ministério Público e acreditando principalmente na vontade do povo e na Justiça de Deus, essa não falha, não tenho dúvida", disse o prefeito.

Rogério Lins disse que está "feliz" por assumir o cargo, e prometeu "não decepcionar" seus eleitores. "Nada se compara aos 13 anos da minha vida pública com a alegria desse momento. Eu estar tomando posse na cidade que representa tudo na minha vida. Foi aqui que nasci, cresci e estudei, e além de tudo ter sido eleito prefeito com a maior votação da história dessa cidade. E quero deixar registrado aqui em alto e bom tom, eu não decepcionarei. Se eu trabalharia 10, 12 horas por dia, meu compromisso inicial é trabalhar 15,18, 20, 24 horas se for necessário pelo bem-estar da população", afirmou o novo prefeito de Osasco.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247