Prefeitura acata exigência da Fifa e proíbe São João

"O governo brasileiro assinou o acordo com a entidade e tem que aceitar as regras. Foi assim nos Estados Unidos e na África do Sul. Nos circuitos oficiais como Avenida Paralela, Avenida Bonocô, Orla, Dique do Tororó, Vitória, Ribeira, dentre outros pontos da cidade terão que exibir toda a comunicação visual com os patrocinadores da Copa. A Sucom deverá apreender quem estiver desrespeitando as regras", explica a Prefeitura em matéria do jornal Tribuna da Bahia; e assim Salvador fica sem a maior festa popular do Nordeste

Prefeitura acata exigência da Fifa e proíbe São João
Prefeitura acata exigência da Fifa e proíbe São João
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

Festa mais popular e valiosa de todo o Nordeste, o São João está proibido em Salvador neste ano. Informação absurda é confirmada pela Prefeitura, que admite a exigência da Fifa por causa Copa das Confederações, que acontece em junho próximo e terá a capital baiana como uma das cidades-sede.

Dois moradores dos bairros de Periperi (subúrbio ferroviário) e do Barbalho (centro antigo) denunciaram à Tribuna da Bahia que os festejos juninos foram proibidos neste ano pela Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom).

"A Prefeitura de Salvador irá publicar um decreto dando maiores detalhes, mas a orientação é não liberar eventos na cidade em junho", disse a assessoria do órgão ao jornal. A Assessoria Geral de Comunicação da Prefeitura (Agecom), por sua vez, confirmou a exigência da entidade futebolística.

"O governo brasileiro assinou o acordo com a entidade e tem que aceitar as regras. Foi assim nos Estados Unidos e na África do Sul. Nos circuitos oficiais como Avenida Paralela, Avenida Bonocô, Orla, Dique do Tororó, Vitória, Ribeira, dentre outros pontos da cidade terão que exibir toda a comunicação visual com os patrocinadores da Copa. A Sucom deverá apreender quem estiver desrespeitando as regras".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247