Prefeitura de SP abre sindicância para investigar Donato

Segundo o MP de São Paulo, o auditor fiscal Eduardo Horle Barcellos afirmou que o vereador Antônio Donato recebeu dele R$ 20 mil por mês entre dezembro de 2011 e setembro de 2012; além da sindicância contra o ex-secretário de governo, prefeitura anunciou a convocação do ex-secretário de Finanças, Mauro Ricardo, que deverá esclarecer se tinha conhecimento da atuação do grupo; Mauro Ricardo, que comandou a pasta durante o governo Gilberto Kassab, tinha “praticamente toda a estrutura do seu gabinete envolvida nas operações irregulares”; Donato deixou o cargo nesta terça após ser citado na investigação de esquema de fraudes na prefeitura paulistana

www.brasil247.com - 2013-10-03- COLETIVA IPTU - SEC.ANTONIO DONATO APRESENTA OS NOVOS CALCULOS DO IPTU DO MUNICIPIO DE SAO APULO - FOT FERNANDO PEREIRA - SECOM
2013-10-03- COLETIVA IPTU - SEC.ANTONIO DONATO APRESENTA OS NOVOS CALCULOS DO IPTU DO MUNICIPIO DE SAO APULO - FOT FERNANDO PEREIRA - SECOM (Foto: Valter Lima)


247 - Em depoimento nesta terça-feira (12) ao Ministério Público de São Paulo, o auditor fiscal Eduardo Horle Barcellos, ex-diretor do Departamento de Arrecadação e Cobrança da Prefeitura de São Paulo, afirmou que o vereador Antonio Donato, que se afastou nesta terça do cargo de secretário de Governo municipal, recebeu dele R$ 20 mil por mês entre dezembro de 2011 e setembro de 2012. A informação foi divulgada no Jornal Nacional, da TV Globo.

Barcellos teria dito ao MP que o dinheiro era proveniente dos desvios provocados pelo grupo, que provocou um rombo de R$ 500 milhões nos cofres públicos em fraudes na cobrança do Imposto Sobre Serviços. O promotor Roberto Bodini afirmou que Barcellos lhe disse que Donato não sabia que os repasses eram originários da propina cobrada pelo grupo a construtoras. A prefeitura de São Paulo instaurou uma sindicância para apurar se o ex-secretário cometeu irregularidades.

Confira matéria abaixo:

Prefeitura de São Paulo abre sindicância para apurar conduta de secretário

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Daniel Mello
Repórter da Agência Brasil

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

São Paulo – A prefeitura de São Paulo instaurou uma sindicância para apurar se o ex-secretário do Governo, Antônio Donato, cometeu irregularidades no contato com os acusados de participar de um esquema de fraudes na arrecadação de impostos. Em nota, a prefeitura informou que Donato prestou depoimento ontem (11).

Também foi anunciada a convocação do ex-secretário de Finanças, Mauro Ricardo, que deverá esclarecer se tinha conhecimento da atuação do grupo. De acordo com a nota, Mauro Ricardo, que comandou a pasta durante o governo Gilberto Kassab, tinha “praticamente toda a estrutura do seu gabinete envolvida nas operações irregulares”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Antônio Donato deixou hoje (12) o cargo após ser citado na investigação de um esquema de fraudes na prefeitura paulistana. Ele deverá agora reassumir o mandato de vereador, do qual estava licenciado. O secretário atribuiu as denúncias a uma manobra dos envolvidos no esquema.

As investigações sobre as fraudes começaram depois que a Controladoria-Geral do município detectou que quatro servidores tinham patrimônio incompatível com a remuneração. A partir da constatação, observou-se que, nas obras sob responsabilidade desses auditores, a arrecadação do Imposto sobre Serviços (ISS) era substancialmente menor ao percentual arrecadado em média por servidores da mesma área.

O grupo cobrava propina de construtoras e incorporadoras para fraudar as guias de recolhimento do imposto, reduzindo os valores pagos à prefeitura. O Ministério Público estima que o esquema possa ter causado até R$ 500 milhões de prejuízo aos cofres públicos de 2007 a 2012.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Edição: Lana Cristina

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email