Presidente da Câmara de BH é alvo de operação por corrupção

O presidente afastado da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Wellington Magalhães (PTN), é o alvo da operação "Santo de Casa", que investiga crimes contra a administração pública, dentre eles desvio e lavagem de dinheiro, fraudes em licitações, corrupção passiva e ativa todos envolvendo contratações irregulares de serviços de publicidade da Casa; de acordo com o MP, o parlamentar é suspeito de comprar bens e imóveis no próprio nome de laranjas com dinheiro desviado do município; as investigações apontam que a fraude pode ter causado um rombo de aproximadamente R$ 10 milhões somente em 2015

O presidente afastado da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Wellington Magalhães (PTN), é o alvo da operação "Santo de Casa", que investiga crimes contra a administração pública, dentre eles desvio e lavagem de dinheiro, fraudes em licitações, corrupção passiva e ativa todos envolvendo contratações irregulares de serviços de publicidade da Casa; de acordo com o MP, o parlamentar é suspeito de comprar bens e imóveis no próprio nome de laranjas com dinheiro desviado do município; as investigações apontam que a fraude pode ter causado um rombo de aproximadamente R$ 10 milhões somente em 2015
O presidente afastado da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Wellington Magalhães (PTN), é o alvo da operação "Santo de Casa", que investiga crimes contra a administração pública, dentre eles desvio e lavagem de dinheiro, fraudes em licitações, corrupção passiva e ativa todos envolvendo contratações irregulares de serviços de publicidade da Casa; de acordo com o MP, o parlamentar é suspeito de comprar bens e imóveis no próprio nome de laranjas com dinheiro desviado do município; as investigações apontam que a fraude pode ter causado um rombo de aproximadamente R$ 10 milhões somente em 2015 (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - O presidente afastado da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Welligton Magalhães, é o alvo da operação "Santo de Casa", que investiga crimes contra a administração pública, dentre eles desvio e lavagem de dinheiro, fraudes em licitações, corrupção passiva e ativa todos envolvendo contratações irregulares de serviços de publicidade da Casa. De acordo com o Ministério Público, o parlamentar é suspeito de comprar bens e imóveis no próprio nome de laranjas com dinheiro desviado do município. As investigações apontam que a fraude pode ter causado um rombo de aproximadamente R$ 10 milhões somente em 2015, pois os gastos de publicidade da Câmara saltaram de R$ 7,5 milhões para R$ 18 milhões.

Em nota, o MP informou que encontrou evidência de pagamentos para a empresas de fachadas para prestação de serviços fictícios de publicidade.  Com o dinheiro supostamente adquirido de forma ilegal, o parlamentar teria comprado uma mansão 1.700 m2 na orla da Lagoa da Pampulha, veículos de luxo, um imóvel no Condomínio Aldeias do Lago, em Esmeraldas, Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

A Justiça estadual determinou a a suspensão do cargo eletivo do vereador por 60 dias, que deverá ser estendida caso assuma o novo mandato parlamentar. Outros seis mandados de condução coercitiva e outros de busca e apreensão estão sendo cumpridos. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247