Sanders critica Bezos no Prime Day: ficou US$ 97 bilhões mais rico durante a pandemia

O senador estadunidense Bernie Sanders criticou o fundador da Amazon no dia de descontos da empresa e lembrou que ele se tornou ainda mais rico neste ano

Jeff Bezos e Bernie Sanders
Jeff Bezos e Bernie Sanders (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador e ex-candidato à presidência estadunidense Bernie Sanders postou na última terça-feira (13) em seu Twitter criticando o evento PrimeDay, organizado pela Amazon. Este oferece descontos em mais de 15 mil produtos exclusivamente para assinantes do serviço Prime entre terça e quarta-feira (14).

O tweet diz: “Neste #PrimeDay, que não esqueçamos. Durante a pandemia, Jeff Bezos ficou $97 bilhões mais rico por ter aumentado preços em 1,000% nos itens essenciais e ter negado pagamentos sobre periculosidade e licença por doença paga a mais de 4,500 de seus trabalhadores. É hora de partilharmos a Amazon e taxar os ricos.”

Em agosto, Jeff Bezos bateu o recorde de fortunas após a sua chegar a US$200 bilhões. Enquanto isso, se estima que, até o fim de 2020, em torno de 100 milhões de pessoas entrarão na pobreza extrema.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247