Primeiro voto pró-golpe será de investigado na Lava Jato

Deputado Afonso Hamm (PP-RS) será o primeiro a se pronunciar na votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no plenário da Casa; em seu terceiro mandato, o empresário rural de Bagé é um dos parlamentares investigados no Supremo Tribunal Federal (STF), por suspeitas de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras, revelado na Operação Lava Jato; Hamm foi citado pelo doleiro Alberto Youssef como um dos deputados que recebia entre R$ 30 mil e R$ 150 mil como cota no esquema

Deputado Afonso Hamm (PP-RS) será o primeiro a se pronunciar na votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no plenário da Casa; em seu terceiro mandato, o empresário rural de Bagé é um dos parlamentares investigados no Supremo Tribunal Federal (STF), por suspeitas de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras, revelado na Operação Lava Jato; Hamm foi citado pelo doleiro Alberto Youssef como um dos deputados que recebia entre R$ 30 mil e R$ 150 mil como cota no esquema
Deputado Afonso Hamm (PP-RS) será o primeiro a se pronunciar na votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no plenário da Casa; em seu terceiro mandato, o empresário rural de Bagé é um dos parlamentares investigados no Supremo Tribunal Federal (STF), por suspeitas de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras, revelado na Operação Lava Jato; Hamm foi citado pelo doleiro Alberto Youssef como um dos deputados que recebia entre R$ 30 mil e R$ 150 mil como cota no esquema (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado Afonso Hamm (PP-RS) será o primeiro a se pronunciar na votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no plenário da Casa.

Em seu terceiro mandato, o empresário rural de Bagé é um dos parlamentares investigados no Supremo Tribunal Federal (STF), por suspeitas de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras, revelado na Operação Lava Jato.

Hamm foi citado pelo doleiro Alberto Youssef como um dos deputados que recebia entre R$ 30 mil e R$ 150 mil como cota no esquema. 

Em sua página no Facebook, o deputado comemorou o parecer favorável da comissão do impeachment e disse que já definiu a frase fundamental: ‘Vou votar pelo povo brasileiro e pelo país!’.

Leia aqui na reportagem Ruben Berta sobre o assunto.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247