Processo de licitação do BRT já pode ser iniciado

O edital de licitação do tipo RDC contempla o BRT Palmas Sul, composto por regularização ambiental, implantação de 18 estações de passagem, 01 Terminal Urbano em Taquaralto e 01 Terminal Metropolitano, entre a Av. LO-27 e Av. NS-10, próximo à rodoviária; extensão total do Corredor BRT Palmas Sul é de 15,45km; serão executados ainda, 2,7km de abertura de via com faixa exclusiva na Av. NS-10, ligando o Terminal Metropolitano ao corredor BRT;  “Estamos trabalhando hoje para que daqui a 30 anos não tenhamos uma cidade onde os carros invadam os espaços das pessoas”, disse o prefeito Carlos Amastha; nesta parte da obra, valor do investimento é de R$ 238 milhões

O edital de licitação do tipo RDC contempla o BRT Palmas Sul, composto por regularização ambiental, implantação de 18 estações de passagem, 01 Terminal Urbano em Taquaralto e 01 Terminal Metropolitano, entre a Av. LO-27 e Av. NS-10, próximo à rodoviária; extensão total do Corredor BRT Palmas Sul é de 15,45km; serão executados ainda, 2,7km de abertura de via com faixa exclusiva na Av. NS-10, ligando o Terminal Metropolitano ao corredor BRT;  “Estamos trabalhando hoje para que daqui a 30 anos não tenhamos uma cidade onde os carros invadam os espaços das pessoas”, disse o prefeito Carlos Amastha; nesta parte da obra, valor do investimento é de R$ 238 milhões
O edital de licitação do tipo RDC contempla o BRT Palmas Sul, composto por regularização ambiental, implantação de 18 estações de passagem, 01 Terminal Urbano em Taquaralto e 01 Terminal Metropolitano, entre a Av. LO-27 e Av. NS-10, próximo à rodoviária; extensão total do Corredor BRT Palmas Sul é de 15,45km; serão executados ainda, 2,7km de abertura de via com faixa exclusiva na Av. NS-10, ligando o Terminal Metropolitano ao corredor BRT;  “Estamos trabalhando hoje para que daqui a 30 anos não tenhamos uma cidade onde os carros invadam os espaços das pessoas”, disse o prefeito Carlos Amastha; nesta parte da obra, valor do investimento é de R$ 238 milhões (Foto: José Barbacena)

Tocantins 247 - Realizada na Câmara Municipal de Palmas, para apresentação dos termos básicos do edital licitação, a audiência pública da noite de sexta-feira, 27, encerra a sequência de discussões para implantação do BRT (Bus Rapid Transit) – Palmas Sul. Durante a reunião, técnicos da Prefeitura de Palmas explicaram e puderam responder questionamentos da comunidade sobre os termos básicos que nortearão o Regime Diferenciado de Contratação (RDC).

Para o prefeito Carlos Amastha, Palmas está dando os primeiros passos para ter o melhor sistema de transporte público do mundo. “Somos a primeira cidade com menos de 500 mil habitantes a implantar um sistema de transporte como esse. Estamos trabalhando hoje, para que daqui a 30 anos não tenhamos uma cidade onde os carros invadam os espaços das pessoas, seremos referência em mobilidade com sustentabilidade”, acrescentou.

O secretário de Acessibilidade, Mobilidade Trânsito e Transporte, Christian Zini destacou que a audiência pública dá início ao processo licitatório. “A legislação é clara, sempre que houver uma obra que o valor ultrapasse R$ 150 milhões o processo licitatório será iniciado com uma audiência pública. Hoje damos início ao processo licitatório dessa obra que irá revolucionar o traçado do desenvolvimento da nossa cidade”.

O presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano de Palmas e idealizador do projeto, Luiz Masaru, falou ao público sobre as vantagens que o BRT trará ao sistema de transporte público de Palmas. “Teremos ônibus com alta capacidade, com tecnologia veicular limpa, além de contar com sistema de tráfego inteligente. Com o corredor exclusivo, os ônibus terão prioridade sobre outros modais. Teremos estações de transferência fechadas e climatizadas, a bilhetagem será pré-paga, o embarque será em nível para garantir a acessibilidade de todos e facilidade de interação. Haverá baixo tempo de espera entre as viagens de integração, uma vez que serão curtas. O passageiro poderá acompanhar em tempo real a localização da linha desejada”, explicou.

O presidente da comissão permanente de licitação da Prefeitura, Antonio Luiz Brito, falou sobres os termos do edital de licitação para o Regime Diferenciado de Contratação – RDC. Ele abordou temas como: Motivos da escolha da modalidade RDC; valor do investimento, que será na ordem de R$ 238 milhões; critérios de julgamento, que será técnica e preço, uma vez que envolve elaboração do projeto de execução da obra; condições de participação; qualificação técnico-operacional; equipe técnica e outros assuntos relacionados ao edital.

O arquiteto que ajudou a planejar Palmas, Walfredo Antunes, deu sua contribuição na audiência e frisou que no memorial descritivo do plano Diretor da Cidade, já destinava o canteiro central da Avenida Teotônio Segurado à implantação futura de um meio de transporte rápido. “Planejamos esta cidade há 26 anos atrás, e desenhamos um canteiro largo, para que no futuro fosse implantado um meio de transporte público rápido”.

BRT

Para dar maior celeridade à sua implantação, o projeto do BRT foi desmembrado em duas partes: Palmas Centro e Palmas Sul, que consiste na implantação de uma sistemática de transporte com operação regulada por sistema de planejamento, gestão e controle operacional inteligente, circulando em faixa exclusiva e segregada, estações localizadas nos canteiros centrais das avenidas, com embarque em nível e pagamento antecipado nas estações.

O edital que será lançado em breve contempla o BRT Palmas Sul, composto por regularização ambiental, implantação de 18 estações de passagem, um Terminal Urbano em Taquaralto e um Terminal Metropolitano, entre a Av. LO-27 e Av. NS-10, próximo à rodoviária. A extensão total do Corredor BRT Palmas Sul é de 15,45km. Serão executados ainda, 2,7km de abertura de via com faixa exclusiva na Av. NS-10, ligando o Terminal Metropolitano ao corredor BRT.

Complementa o projeto a execução de duas pontes destinadas à circulação do BRT, pedestres, ciclistas e demais veículos, um elevado que permitirá a transposição da Avenida Teotônio Segurado para a Vila Olímpica, de uso exclusivo do BRT e de ciclistas, além de dois viadutos. Este trecho contará ainda com a construção de 25 km de calçadas acessíveis e 7,58km de ciclovias ao longo do corredor. (Da Secom Palmas)

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247