Professores aprovam proposta da APLB

Se grevistas e governo entrarem em acordo, paralisação que já dura 113 dias pode acabar ainda nesta sexta, quando acontece outra assembleia

Professores aprovam proposta da APLB
Professores aprovam proposta da APLB (Foto: Divulgação)

Bahia 247

Os professores estaduais que permanecem em greve por 113 dias, aprovaram uma proposta apresentada pelo comado de greve do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), em assembleia realizada nesta quarta-feira (1).

Agora a categoria espera uma resposta. A depender do que sinalizar o governo, a paralisação pode chegar ao fim em nova assembleia ainda nesta sexta (3). "A resposta do governo será discutida pelas zonais nesta quinta. Depois, teremos outra assembleia", disse a diretora do departamento jurídico da APLB, Marilene Betros, ao site Bahia Notícias.

Antigas reivindicações

Os docentes pleiteavam um reajuste salarial entre 22% e 26% por meio de progressão na carreira, através da presença regular em cursos de qualificação promovidos pelo Estado, os professores irão realizar novas ações para chamar a atenção do governo para a necessidade de uma negociação, que se diz "aberta ao diálogo".

De acordo com a APLB Sindicato, a proposta governamental não contempla os docentes aposentados, em licença médica e nem em estágio probatório. A categoria reivindica o reajuste de 22,22%, com a alegação de que o governo fez acordo com a categoria em novembro do ano passado, que garantia os valores do piso nacional, e depois ignorou o acerto mandando para a Assembleia Legislativa (AL-BA) um projeto de lei com valores menores.

Segundo a Secretaria da Educação da Bahia (SEC), das 1.411 escolas que compõem a rede estadual, 1.184 estão em funcionamento desde a última segunda (23), o que equivale a 84% das unidades escolares em atividade. A SEC apontou mais uma vez que a paralisação dos professores está concentrada em Salvador.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247