Projeto de Patrus vira foco da campanha de Lacerda

Prefeito de BH está preocupado com a repercussão eleitoral do Orçamento Participativo, criado na gestão do seu maior adversário em outubro. Em reunião com líderes dos 18 partidos aliados, candidato do PSB fez questão de ressaltar a importância do projeto. Roberto Carvalho (PT), vice-prefeito e coordenador da campanha de Patrus, rebate duramente

Projeto de Patrus vira foco da campanha de Lacerda
Projeto de Patrus vira foco da campanha de Lacerda (Foto: Folhapress)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 –  Criado pelo ex-prefeito de Belo Horizonte e candidato ao mesmo cargo este ano pelo PT, Patrus Ananias, o Orçamento Participativo, ou OP, como é conhecido, é um dos temas principais das discussões no início da campanha eleitoral na capital. O atual prefeito e candidato à reeleição Márcio Lacerda (PSB) faz questão de mostrar a importância do projeto para a cidade e garante que o OP será fortalecido em seu novo governo. Do outro lado, a oposição liderada por Roberto Carvalho (PT), atual vice-prefeito e coordenador da campanha de Patrus, faz duras críticas à forma que o Orçamento Participativo vem sendo conduzido na atual administração de Lacerda.

Confira a matéria das jornalistas Larissa Arantes e Isabella Lacerda, do jornal O Tempo

O Orçamento Participativo se tornou o primeiro tema de disputa entre os candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte. O OP, como é conhecido, foi criado em 1993, na gestão do atual adversário do prefeito Marcio Lacerda (PSB), o ex-prefeito petista Patrus Ananias.

Durante reunião com representantes de todos os 18 partidos que compõem a aliança com o PSB, Lacerda enfatizou a importância do programa. "É um trabalho importante para a cidade, e nós não queremos amanhã sermos responsabilizados injustamente por o Orçamento Participativo ter perdido força", disse ao lembrar que hoje começam as rodadas de reuniões nas regionais. Nesses encontros serão definidas as obras prioritárias para 2013 e 2014.

"Essa é uma conquista da população, e nós temos que ajudar para que ele (o OP) seja mantido e reforçado", completou Lacerda. Mesmo dando destaque ao tema, o prefeito desconversou quando questionado se esse iria ser o carro-chefe da campanha. "O OP vai continuar e ser fortalecido", respondeu.

Marcio Lacerda também conclamou os apoiadores a se engajarem na campanha e reafirmou que o que importa agora é discutir propostas para a capital mineira.

A promessa feita pelo prefeito de fortalecer o OP em Belo Horizonte foi duramente criticada, ontem, pelo grupo adversário de Marcio Lacerda, liderado pelo ex-prefeito Patrus Ananias.

Durante a inauguração de um dos comitês de campanha, no bairro Cidade Jardim, petistas e peemedebistas se juntaram para criticar o fato de Lacerda não assumir que esvaziou o OP durante a sua gestão. "Não adianta ele (prefeito) dizer que (o OP) é prioridade, que vai crescer e ter importância se, em quatro anos de governo, ele não fez nada ao projeto", criticou o atual vice-prefeito e coordenador da campanha de Patrus, Roberto Carvalho.

O petista citou como prejudicial à cidade a redução dos recursos destinados ao OP depois que Lacerda foi eleito. "Participei de perto da gestão. No ano passado, R$ 180 milhões foram previstos no orçamento para o projeto, mas apenas R$ 34 milhões foram executados. Neste ano de 2012, o prefeito previu a metade, R$ 90 milhões, que também não serão investidos", disse.

Candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada por Patrus, o ex-deputado federal Aloísio Vasconcelos (PMDB) afirma que ele e o ex-prefeito estão em sintonia em relação ao plano de governo. "Além de mais investimentos, o OP precisa ser mais transparente e claro para a sociedade, que, muitas vezes, não sabe nem que pode participar do governo", disse o peemedebista, que anunciou Juarez Guimarães e João Luís Silva Dias como coordenadores do plano de governo.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247