Projeto quer garantir ônibus gratuito nos domingos e feriados em BH

A proposta, do vereador Adriano Ventura (PT), a não se estende às linhas suplementares e metropolitanas; o projeto ainda está em sua fase inicial e foi encaminhado para a Comissão de Legislação e Justiça; deve passar por outras comissões, como as de Transporte, Educação e Cultura; depois a proposta segue para votação no plenário da Câmara dos Vereadores em primeiro e segundo turnos, e, finalmente, para sanção ou veto do prefeito; a iniciativa não se estende às linhas suplementares e metropolitanas

A proposta, do vereador Adriano Ventura (PT), a não se estende às linhas suplementares e metropolitanas; o projeto ainda está em sua fase inicial e foi encaminhado para a Comissão de Legislação e Justiça; deve passar por outras comissões, como as de Transporte, Educação e Cultura; depois a proposta segue para votação no plenário da Câmara dos Vereadores em primeiro e segundo turnos, e, finalmente, para sanção ou veto do prefeito; a iniciativa não se estende às linhas suplementares e metropolitanas
A proposta, do vereador Adriano Ventura (PT), a não se estende às linhas suplementares e metropolitanas; o projeto ainda está em sua fase inicial e foi encaminhado para a Comissão de Legislação e Justiça; deve passar por outras comissões, como as de Transporte, Educação e Cultura; depois a proposta segue para votação no plenário da Câmara dos Vereadores em primeiro e segundo turnos, e, finalmente, para sanção ou veto do prefeito; a iniciativa não se estende às linhas suplementares e metropolitanas (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - O vereador Adriano Ventura (PT) elaborou um projeto de lei para garantir que a população de Belo Horizonte tenha gratuito nos domingos e nos feriados. O PL foi publicado nesse sábado (23) no Diário Oficial do Município. A advogada Michelle Cristina Farias, assessora jurídica do vereador, disse ressaltou que a gratuidade do transporte público estimularia o turismo e incluiria os mais pobres.

"Belo Horizonte é uma cidade cheia de parques, de áreas verdes, além de o complexo arquitetônico da Pampulha ter sido reconhecido pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade recentemente. O valor da tarifa do transporte público da capital é um dos mais caros do país, e muitas pessoas não têm como pagar por ela. A intenção é estimular o lazer da população, levar as pessoas aos centros culturais... Então, o que deveria ser regra, pode ser, ao menos, uma exceção", justificou ela, conforme re

O projeto ainda está em sua fase inicial e foi encaminhado para a Comissão de Legislação e Justiça. O projeto deve passar por outras comissões, como as de Transporte, Educação e Cultura. Depois a proposta segue para votação no plenário da Câmara dos Vereadores em primeiro e segundo turnos, e, finalmente, para sanção ou veto do prefeito.

O projeto proposta não se estende às linhas suplementares e metropolitanas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247