Protestos fecham acesso ao aeroporto e 9 rodovias

Nove trechos de rodovias federais em Alagoas foram bloqueadas, na manhã desta quinta-feira (11), em vários municípios do Estado. As manifestações fazem parte do Dia Nacional de Luta, que engloba vários movimentos sociais

Protestos fecham acesso ao aeroporto e 9 rodovias
Protestos fecham acesso ao aeroporto e 9 rodovias

Alagoas247 - A BR-104 foi interditada em frente ao viaduto que dá acesso ao Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares. Com isso, quem está em Maceió não consegue chegar ao aeroporto. Motoristas estão entrando pelos canaviais que margeiam a rodovia na tentativa de burlar o bloqueio.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou que foram interditadas as rodovias BR-101, nas alturas de Joaquim Gomes, Flexeiras, Messias, Novo Lino e Propriá. A BR-104 foi bloqueada no município de Murici. A BR-316 está bloqueada em Atalaia. Já no Sertão, manifestantes fecharam a BR-423 na cidade de Delmiro Gouveia.

A PRF emitiu um alerta para que os motoristas evitem pegar a estrada nesta quinta-feira. Isto porque vários protestos devem acontecer durante todo o dia. Além das manifestações que já tiveram início, são esperados bloqueios em outros trechos de rodovias, tanto federais quanto estaduais.

Havendo a necessidade de se trafegar nas rodovias federais, a PRF aconselha que o motorista se certifique da ocorrência das interdições. Caso confirmado, os condutores deverão seguir viagem por rotas alternativas.

Segundo a Assessoria de Comunicação dos trabalhadores rurais, está previsto a interdição de dez pontos das rodovias. Os trabalhadores trazem à tona uma pauta de reformas estruturais, entre as quais a reforma agrária.

Onde abrigam manifestações de trabalhadores rurais o trevo da BR-423 entre Delmiro Gouveia e Paulo Afonso, trechos da AL 220 em Olho D’Água do Casado, Girau do Ponciano e Jaramataia, a BR-101 em Junqueiro e Joaquim Gomes, a BR-316 em Atalaia, além do trevo de Flexeiras, a AL-115 em frente à Universidade Federal de Alagoas – Campus Arapiraca e manifestações em Murici, Porto Calvo e Maragogi.

Havendo a necessidade de se trafegar nas rodovias federais, a PRF aconselha que o motorista se certifique da ocorrência das interdições. Caso confirmado, os condutores deverão seguir viagem por rotas alternativas.

Em Maceió

Aderindo ao Movimento Nacional de Luta, integrantes do Sindicato Unificado dos Trabalhadores Petroleiros, Petroquímicos, Químicos e Plásticos do Estado de Alagoas (Sindpetro) estão realizando, nesta quinta-feira (11), na Avenida Assis Chauteabriand, no bairro do Pontal da Barra, um ato de conscientização em frente à sede da Braskem, deixando o trânsito lento no local. Por conta da mobilização, nenhum funcionário teve acesso à fábrica nesta manhã.

De acordo com o representante do Sindpetro, Paulo Roberto, a categoria pede mais investimentos por parte da empresa, a fim de evitar a ocorrência de acidentes de trabalho. Eles também querem que os direitos da classe trabalhadora sejam respeitados e cumpridos.

“Queremos dialogar com a sociedade. Estamos distribuindo nosso material para transformar esse quinta-feira em um dia de conscientização. Hoje existe uma política de desmonte da Braskem por conta da falta de investimentos, que tem provocado um grande número de acidentes. O operariado que está aqui hoje parou consciente”, ressaltou o sindicalista.

Eles pretendem se juntar aos demais sindicatos na tarde desta quinta-feira, no grande ato marcado para acontecer nas ruas da capital, com concentração na Praça Centenário. “Vamos nos juntar aos demais sindicatos para ir às ruas lutar por nossos direitos”, afirmou.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247