PSDB já muda seu discurso em relação a Perillo

Quem estiver envolvido nisso ou tiver contas a pagar vai embora, disse Srgio Guerra, presidente do partido; ele, no entanto, destacou a deciso do governador goiano de se colocar disposio da Procuradoria Geral da Repblica e pedir sua prpria investigao

PSDB já muda seu discurso em relação a Perillo
PSDB já muda seu discurso em relação a Perillo (Foto: Montagem/247)

247 – Uma declaração do presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PSDB-PE), não passou despercebida por observadores mais atentos, no Congresso Sindical realizado pelos tucanos, às vésperas do Dia do Trabalho. Perguntado sobre o apoio do partido ao governador de Goiás, Marconi Perillo, Guerra, pela primeira vez, deixou uma dúvida no ar. “Quem estiver envolvido nisso ou tiver contas a pagar vai embora”, afirmou.

O PSDB já tomou a decisão de iniciar um processo para a expulsão do deputado Carlos Alberto Leréia (PSDB/GO), que era íntimo do bicheiro Carlos Cachoeira. Em relação ao governador Perillo, o processo é mais delicado, mas o apoio de Guerra já não é mais incondicional. No entanto, o presidente do PSDB destacou a decisão tomada por Marconi, de se colocar à disposição do Procurador-Geral da República e pedir para ser investigado. “Antes que qualquer outro o fizesse, ele vai à Procuradoria e se coloca disposto a ser investigado. Ele se propõe a investigação. Eu acho que é tudo que nós esperamos dele e tudo que confiávamos que ele faria”, afirmou Guerra.

Bom, mas e se as investigações da PGR resultarem numa denúncia criminal contra o governador de Goiás? Gravações do inquérito da Operação Monte Carlo apontaram que Cachoeira enviou dinheiro ao Palácio das Esmeraldas, supostamente referente à compra de um imóvel que pertenceu ao governador – o que foi manchete principal da Folha de S. Paulo no último domingo. O jornal O Popular também publicou uma conversa entre Marconi e Cachoeira, em que o governador cumprimenta o bicheiro por seu aniversário e fica de marcar uma conversa com o ex-presidente do Detran, Edivaldo Cardoso. De acordo com a assessoria do governador Perillo, o imóvel foi vendido ao empresário Walter de Paula, dono da Faculdade Padrão, e o fato de ter cumprimentado Cachoeira por seu aniversário não revela nada de anormal.

No Congresso Sindical, em que Guerra fez a declaração sobre Marconi, o PSDB tomou a decisão de lançar candidatos ligados aos trabalhadores em todos os estados do Brasil, para se aproximar dos movimentos sociais, hoje dominados pelo PT.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247