CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

PT declara apoio ao PTB na disputa de Pernambuco

O PT pernambucano oficializou apoio à pré-candidatura do senador Armando Monteiro (PTB) na disputa pela sucessão de Eduardo Campos (PSB); dos 300 delegados que votaram, 60% foram a favor e 40% contra a aliança; com oficialização do apoio, o PT de Pernambuco segue orientação da cúpula nacional da sigla, que já havia manifestado posição favorável à união entre petistas e petebistas no estado

Imagem Thumbnail
O PT pernambucano oficializou apoio à pré-candidatura do senador Armando Monteiro (PTB) na disputa pela sucessão de Eduardo Campos (PSB); dos 300 delegados que votaram, 60% foram a favor e 40% contra a aliança; com oficialização do apoio, o PT de Pernambuco segue orientação da cúpula nacional da sigla, que já havia manifestado posição favorável à união entre petistas e petebistas no estado (Foto: Leonardo Lucena)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Pernambuco 247 – O PT pernambucano oficializou, no começo da tarde deste domingo (23), apoio à pré-candidatura do senador Armando Monteiro (PTB-PE) na eleição para governador de Pernambuco. A decisão foi tomada durante assembleia, realizado no Hotel Jangadeiro, bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Dos 264 delegados que votaram, cerca de 60% foram a favor e 40% contra a aliança. Com a oficialização da união, o Partido dos Trabalhadores em Pernambuco segue a orientação da cúpula nacional da sigla, que já havia manifestado posição favorável à união entre petistas e petebistas no estado, como o ex-presidente Lula, o presidente nacional da sigla, Rui Falcão, e a presidente Dilma Rousseff.

A aliança entre PT e PTB mostra que para os petistas a prioridade é atrair votos para Dilma no reduto eleitoral do governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB). O PT ainda terá em seu palanque o apoio de alguns diretórios do PMDB no Sertão, sendo o principal deles o de Petrolina, maior economia da região, para enfrentar o palanque do PSB, cujo candidato é secretário estadual da Fazenda, Paulo Câmara. Os socialistas terão o apoio de legendas de peso a exemplo do PSDB e do PMDB, que tem o deputado federal Raul Henry (PMDB) como vice de Câmara.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Venceu a aliança. O PT vai apoiar o senador Armando Monteiro nas próximas eleições. Na minha opinião, a decisão foi a mais acertada. É o melhor para o Brasil e sobretudo, para Pernambuco", disse, em coletiva, o deputado estadual Odacy Amorim, antes da definição da aliança.

Votaram a favor da união lideranças como o senador Humberto Costa, a presidente da legenda em Pernambuco, deputado estadual Teresa Leitão, os deputados federais Pedro Eugênio Fernando Ferro, o vice-presidente do Diretório do PT no estado, Bruno Ribeiro e o ex-prefeito do Recife e deputado federal, João Paulo. Este último, inclusive, é cotado para se candidatar ao Senado.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A principal liderança contra a aliança era do presidente do PT no Recife, Oscar Barreto, que pretendia ser o candidato do partido na eleição estadual. O dirigente já havia dito, no mês passado, que a aliança com Armando iria ferir a "tradição", o "legado" dos petistas para a sociedade. Ao final do encontro, neste domingo, Barreto afirmou que não iria apoiar Armando.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO