CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

PT e PMDB estarão juntos em Minas, diz Odair

“Temos buscado ter um diálogo permanente com o PMDB, com diversas lideranças, inclusive com o presidente, deputado Antonio Andrade, e o que eu percebo é que cada vez mais as conversas apontam um indicador de que estaremos juntos. Se é no primeiro ou no segundo turno, é uma discussão que está em aberto, mas o fato é que estaremos juntos”, afirmou o deputado, presidente estadual do PT; partido também está negociando a participação do PCdoB, PTB e PR na aliança

Imagem Thumbnail
“Temos buscado ter um diálogo permanente com o PMDB, com diversas lideranças, inclusive com o presidente, deputado Antonio Andrade, e o que eu percebo é que cada vez mais as conversas apontam um indicador de que estaremos juntos. Se é no primeiro ou no segundo turno, é uma discussão que está em aberto, mas o fato é que estaremos juntos”, afirmou o deputado, presidente estadual do PT; partido também está negociando a participação do PCdoB, PTB e PR na aliança (Foto: Aquiles Lins)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Minas 247 - O PT de Minas está confiante que terá ao seu lado o PMDB, apesar da crise interna do PMDB sobre candidatura própria ou apoio ao ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Fernando Pimentel ao governo do estado vai se firmar. Ao menos o diálogo entre as duas legendas está caminhado para isso, na opinião do presidente estadual do PT, deputado Odair Cunha.

“Temos buscado ter um diálogo permanente com o PMDB, com diversas lideranças, inclusive com o presidente, deputado Antonio Andrade, e o que eu percebo é que cada vez mais as conversas apontam um indicador de que estaremos juntos. Se é no primeiro ou no segundo turno, é uma discussão que está em aberto, mas o fato é que estaremos juntos”, afirmou Odair ao Estado de Minas (leia aqui). 

“O PMDB será aliado nosso, é assim sempre. Você tem uma tensão pré-eleitoral muito natural do PMDB”, acrescentou o deputado federal Reginaldo Lopes. O ministro Fernando Pimentel também se mostrou confiante com a parceria. Ele ressaltou que os dois partidos estiveram juntos nas últimas três campanhas para o governo do estado e que “não há nenhuma evidência de que isso vá ser alterado”. 

O PT, segundo Odair Cunha, também está negociando a participação do PCdoB, PTB e PR na aliança. Na sexta-feira, 28, o Pros oficializou o apoio à pré-candidatura de Pimentel. Para consolidar a base de apoio, os petistas querem aproximar as outras legendas das atividades do partido, como por exemplo, as caravanas pelo estado. Também está no foco do PT, no momento, organizar as bases no interior. Esse foi um dos principais temas debatidos ontem na reunião do Diretório Estadual. Participaram do encontro as principais lideranças petistas de Minas Gerais. Pimentel, no entanto, não compareceu. 

Segundo o Estado de Minas, a segurança no estado será um dos principais pontos explorados pela campanha de Pimentel. “Estamos neste momento buscando estabelecer um diálogo com as mais diversas regiões de Minas para identificar os principais problemas no estado”, ressaltou Odair Cunha. “Esperamos uma disputa acirrada. Mas, pela primeira vez em muitos anos, temos um bom programa, estamos construindo um bom programa, e temos um candidato competitivo”, acrescentou. 

Nas três últimas eleições, os candidatos do PSDB – Aécio Neves e Antonio Anastasia – venceram a disputa pelo governo mineiro já no primeiro turno. Aécio venceu o hoje deputado federal Nilmário Miranda (PT) em duas ocasiões e Anastasia bateu o então senador Hélio Costa (PMDB), que tinha o ex-ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias (PT), como candidato a vice.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO