PT já descarta presença de PMDB no palanque de 2014

Segundo blog de Gerson Camarotti, ministro petista acusa peemedebistas de trabalhar para desestabilizar o governo Dilma e disse que será preciso encontrar novos aliados preferenciais para o próximo ano. O ex-presidente Lula estaria atrás do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB-PE)

PT já descarta presença de PMDB no palanque de 2014
PT já descarta presença de PMDB no palanque de 2014

247 – A relação entre o PT e o PMDB está por um fio no Planalto, independente da fidelidade do vice Michel Temer à presidente Dilma Rousseff. A ruptura em 2014 já é dada como certa e o partido já estaria em busca de novas alianças. Leia a informação de Gerson Camarotti, do G1:

Planalto identifica o desembarque do PMDB do palanque de 2014

O Palácio do Planalto já faz uma avaliação realista do cenário político de 2014: está cada vez mais difícil a presença do PMDB no palanque da reeleição da presidente Dilma Rousseff. Interlocutores de Dilma já admitem que o PMDB começou a debandada em busca de uma outra alternativa eleitoral. E que o vice, Michel Temer, não tem o poder de segurar o desembarque do partido.

Isso fica claro na nova postura que o PMDB adotou no Congresso Nacional, principalmente na Câmara. Como o Planalto, o PT também considera improvável a permanência do PMDB na base governista. Ao Blog, um ministro petista foi ainda mais enfático: os peemedebistas trabalham para desestabilizar o governo Dilma. Diante disso, a constatação pragmática é que será preciso encontrar novos aliados preferenciais para o próximo ano.

Em tempo: O ex-presidente Lula tem procurado o governador Eduardo Campos (PSB-PE).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247