CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Geral

PT nacional pode por água no chopp de Gomide

A festa dos 350 filiados do PT que lotaram a Câmara de Vereadores nesse sábado, 29, para sagrar o prefeito de Anápolis, Antônio Gomide, como o pré-candidato do partido ao governo de Goiás pode acabar em tristeza; e tudo por culpa da Petrobras; isso porque o Palácio do Planalto já pôs em curso uma operação para consolidar apoios no Congresso que ajudem a blindar a presidente Dilma Rousseff e garantir o comando da CPI da Petrobras, aprovada no Congresso; o preço que o partido estaria disposto a pagar é apoiar nomes do PMDB em alguns estados; em Goiás, o PT nacional está disposto a apoiar Júnior Friboi

Imagem Thumbnail
A festa dos 350 filiados do PT que lotaram a Câmara de Vereadores nesse sábado, 29, para sagrar o prefeito de Anápolis, Antônio Gomide, como o pré-candidato do partido ao governo de Goiás pode acabar em tristeza; e tudo por culpa da Petrobras; isso porque o Palácio do Planalto já pôs em curso uma operação para consolidar apoios no Congresso que ajudem a blindar a presidente Dilma Rousseff e garantir o comando da CPI da Petrobras, aprovada no Congresso; o preço que o partido estaria disposto a pagar é apoiar nomes do PMDB em alguns estados; em Goiás, o PT nacional está disposto a apoiar Júnior Friboi (Foto: Aquiles Lins)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Goiás 247 – Um dia depois de ter sido, por unanimidade, sagrado como o pré-candidato do PT ao governo de Goiás, o prefeito de Anápolis, Antonio Gomide, pode receber um tonel de água no chopp sua comemoração, enviado pela direção nacional do PT. E tudo por culpa da Petrobras.

Segundo matéria publicada neste domingo, 30, pelo jornal O Estado de S. Paulo, para consolidar apoios no Congresso que ajudem a blindar a presidente Dilma Rousseff e garantir o comando das investigações sobre a Petrobras na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) aprovada no Congresso, o PT começa a acelerar a reaproximação com o PMDB e já põe em curso operação para desestimular candidaturas próprias em favor de candidatos peemedebistas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Segundo o Estadão, já esta em curso a retração de candidaturas próprias do PT ou de aliados em favor de nomes do PMDB no Ceará, Maranhão, Paraíba e Goiás.

Alheio à decisão unânime dos 350 delegados da legenda, que lotaram a Câmara de Vereadores de Goiânia para dizer que Gomide seria o candidato, o jornal paulista diz que, em Goiás, o PT havia decidido que só se aliaria ao PMDB se o candidato fosse o ex-governador Iris Rezende.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

“Mas o partido passa por uma disputa interna, com favoritismo de José Batista Júnior, o Júnior da Friboi. Há, nesse instante, uma pressão interna do PT para que o partido desista de lançar a candidatura do prefeito de Anápolis, Antonio Gomide, e apoie o nome do PMDB, mesmo que seja Júnior da Friboi”, diz a matéria do Estadão (leia aqui).

Leia também: Unânime, PT dá respaldo à pré-candidatura de Gomide

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO