PT quer candidato em SP definido neste semestre

Presidente estadual do partido em São Paulo, o deputado Edinho Silva justifica a pressa: "Não se constrói política de aliança sem candidato"; ele levou a uma reunião com dirigentes da legenda de 26 Estados e do DF quatro sugestões de nomes, todos ministros: Aloizio Mercadante (Educação), Alexandre Padilha (Saúde), José Eduardo Cardozo (Justiça) e Guido Mantega (Fazenda); segundo Edinho, contudo, nenhum dos cotados se manifestou formalmente sobre a possibilidade de candidatura ao governo paulista em 2014

PT quer candidato em SP definido neste semestre
PT quer candidato em SP definido neste semestre
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP247 - O PT de São Paulo quer seu candidato ao governo do Estado em 2014 definido até junho deste ano. "Não se constrói política de aliança sem candidato", justificou o presidente estadual do partido, deputado Edinho Silva. E, durante reunião com dirigentes petistas de 26 Estados e do Distrito Federal, Edinho apresentou quatro sugestões aos colegas: os ministros Aloizio Mercadante (Educação), Alexandre Padilha (Saúde), José Eduardo Cardozo (Justiça) e Guido Mantega (Fazenda).

Segundo o dirigente, a apresentação dos nomes não quer dizer, contudo, que qualquer desses ministros tenha se manifestado formalmente sobre a possibilidade de candidatura. A citação desta segunda-feira é uma indicação de que o PT deve sondá-los. "São os nomes que circulam pelas lideranças do partido e aparecem o tempo todo nos debates", comentou Edinho.

"Quando você não tem a máquina na mão, como tem nosso adversário [o governador Geraldo Alckmin], você tem que ter organização para vencer", disse o dirigente, negando a antecipação da campanha eleitoral. O grande número de possibilidades para representar o PT em São Paulo no próximo ano mostra que ainda não há consenso no Estado para uma candidatura, o que tem levado inclusive a rumos de que até o ex-presidente Lula poderia representar o PT no pleito (leia mais).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email