PT quer impugnação de candidatura socialista

Apresentando queda nas pesquisas de intenção de voto na capital pernambucana, o Partido dos Trabalhadores parte para o ataque e acusa o candidato do PSB, Geraldo Júlio, de vincular a propaganda institucional do Governo do Estado em suas peças de campanha; A temperatura entre os antigos aliados começa a subir e a animosidade entre eles fica cada vez mais evidente

PT quer impugnação de candidatura socialista
PT quer impugnação de candidatura socialista (Foto: André Corrêa/Divulgação e Roberto Pereira/PSB)

Leonardo Lucena_PE247 – Um novo episódio expõe claramente o racha entre petistas e socialistas na disputa pela Prefeitura do Recife (PE). O PT, cujo postulante é o senador Humberto Costa, entrou com uma ação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) para impugnar a candidatura do ex-secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Júlio (PSB). O argumento é que a propaganda institucional do Governo do Estado está associada às propostas do candidato indicado pelo governador Eduardo Campos.

“Constatamos que está havendo uma propaganda institucional do Estado “casada” com a propaganda eleitoral de Geraldo Júlio. De acordo com o artigo 73, da Lei 9504/97, isso não pode acontecer”, disse o diretor jurídico do PT, Eduardo Coelho. “O eleitor pode ficar confuso e ligar as ações do Governo Estadual a Geraldo”, acrescentou. Por outro lado, a assessoria jurídica do candidato Geraldo Júlio informou que se pronunciará apenas quando o TRE-PE se posicionar acerca do assunto.

De todo modo, todas as contestações que o PT vem fazendo ao candidato dizem respeito ao guia eleitoral do socialista. Na última oportunidade, tratou-se de provocação por parte de Humberto Costa para que o candidato Geraldo Júlio mostrasse o ex-governador Jarbas Vasconcelos (PMDB) em seu guia, que passou a apoiar recentemente o governo de Eduardo Campos e o seu candidato à prefeito. O bloco oposicionista, batizado de Mesa da Unidade, contava, ainda, com outros partidos como o PPS, PSDB, DEM e o PMN.  

Depois, o postulante petista, em tom de provocação, alegou que Eduardo Campos aparecia mais no guia de Geraldo Júlio do que o próprio candidato, o que poderia confundir o eleitor, fazendo o mesmo se questionar sobre quem é realmente o prefeiturável do PSB.

O racha entre os antigos aliados tende a aumentar. Primeiro, porque Humberto Costa lidera a intenção de voto dos recifenses, mesmo apresentando queda nas últimas pesquisas. Segundo, pelo fato de Geraldo Júlio ser o candidato que mais cresce nas pesquisas eleitorais. Agora, é esperar para saber se tais alfinetadas mais à tentativa de retirar a candidatura de Geraldo terão algum impacto na captação de votos tanto do petista como do socialista.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247