PV da vice-prefeita deve romper com ACM Neto

A aliança do PV da vice-prefeita Célia Sacramento com o DEM de ACM Neto "começa a ficar fragilizada e, nos bastidores políticos, a ruptura já é quase dada como certa", segundo reportagem do jornal Tribuna da Bahia; "membros do PV", conforme a publicação, dizem que a relação ficou estremecida "após os sucessivos deslizes" de ACM, que estaria ignorando demandas da legenda e dando pouca atenção aos seus integrantes; rompimento deve ser discutido em reunião da executiva estadual do PV no próximo dia 13

A aliança do PV da vice-prefeita Célia Sacramento com o DEM de ACM Neto "começa a ficar fragilizada e, nos bastidores políticos, a ruptura já é quase dada como certa", segundo reportagem do jornal Tribuna da Bahia; "membros do PV", conforme a publicação, dizem que a relação ficou estremecida "após os sucessivos deslizes" de ACM, que estaria ignorando demandas da legenda e dando pouca atenção aos seus integrantes; rompimento deve ser discutido em reunião da executiva estadual do PV no próximo dia 13
A aliança do PV da vice-prefeita Célia Sacramento com o DEM de ACM Neto "começa a ficar fragilizada e, nos bastidores políticos, a ruptura já é quase dada como certa", segundo reportagem do jornal Tribuna da Bahia; "membros do PV", conforme a publicação, dizem que a relação ficou estremecida "após os sucessivos deslizes" de ACM, que estaria ignorando demandas da legenda e dando pouca atenção aos seus integrantes; rompimento deve ser discutido em reunião da executiva estadual do PV no próximo dia 13 (Foto: Romulo Faro)

Tribuna da Bahia - A aliança do PV com o DEM em Salvador começa a ficar fragilizada e, nos bastidores políticos, a ruptura já é quase dada como certa. Segundo membros do PV, a relação ficou estremecida após os sucessivos deslizes do prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), que estaria ignorando demandas da legenda e dando pouca atenção aos seus integrantes. O assunto deverá ser tema de reunião da Executiva Estadual do PV no dia 13 de abril.

No quadro da prefeitura, o verde André Fraga integra, desde 2014, a Secretaria de Cidade Sustentável, que, para o PV, tem muita importância numa administração municipal, no entanto, não estaria tendo a devida atenção por parte de ACM Neto. O secretário, inclusive, anunciou possibilidade de abandonar o cargo.

Não só esta questão tem deixado os verdes irritados, como também o que consideram uma indelicadeza de Neto: há duas semanas, o prefeito realizou uma reunião com partidos da base aliada para discutir a estratégia eleitoral de 2016 e acabou deixando o PV de fora. Os verdes reagiram, mas Neto não esboçou reação.

Segundo o presidente da legenda na Bahia, Ivanilson Gomes, no momento não é possível traçar uma posição em relação à situação com o prefeito ACM Neto. "Nós vamos discutir esse assunto na reunião do dia 13 de abril. É uma reunião da Executiva para avaliar a relação com o prefeito ACM Neto, nossa aliança, se estamos realmente satisfeitos", disse.

Em relação às informações de que André Fraga, no alto de sua insatisfação, teria ameaçado deixar o cargo, Ivanilson afirma que desconhece a possibilidade.

"Essa questão de entregar o cargo não chegou aos meus ouvidos", afirmou. No entanto, confirma que a insatisfação dentro da secretaria já foi comentada e é de conhecimento da legenda. "Já ouvi alguns membros, pessoas que trabalham na secretaria... E ele (o secretário) acha que a secretaria não está sendo muito prestigiada, porque é uma secretaria que, na avaliação dos nossos quadros, é muito importante para a cidade".

Nos bastidores, ventila-se que a pressão dentro da sigla para romper a aliança com os democratas tem sido forte. A insatisfação também se estende para outras áreas de atuação da sigla, como por exemplo a Superintendência de Políticas para as Mulheres. Os verdes reclamam, ainda, da dificuldade em tratar assuntos específicos com o prefeito.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247