Quadrilha tinha respostas do Enem antes da prova

Suspeita é da Polícia Federal, que ainda não concluiu o inquérito sobre fraude no exame, mas acredita ter indícios de que bandidos de Montes Claros (MG) conseguiram com antecedência o gabarito da prova azul de ciências da natureza, a mais importante para quem quer cursar medicina

Suspeita é da Polícia Federal, que ainda não concluiu o inquérito sobre fraude no exame, mas acredita ter indícios de que bandidos de Montes Claros (MG) conseguiram com antecedência o gabarito da prova azul de ciências da natureza, a mais importante para quem quer cursar medicina
Suspeita é da Polícia Federal, que ainda não concluiu o inquérito sobre fraude no exame, mas acredita ter indícios de que bandidos de Montes Claros (MG) conseguiram com antecedência o gabarito da prova azul de ciências da natureza, a mais importante para quem quer cursar medicina (Foto: Gisele Federicce)

Minas 247 - Depois da denúncia de que uma quadrilha de Montes Claros, Minas Gerais, fraudou o Enem contratando professores e alunos para fazer a prova e repassar as respostas por telefone aos candidatos, surge uma denúncia ainda mais grave.

De acordo com reportagem do Fantástico, da TV Globo, nesse domingo 13, a Polícia Federal, que ainda não terminou o inquérito sobre o caso, acredita ter indícios de que bandidos conseguiram com antecedência o gabarito da prova azul de ciências da natureza, a mais importante para quem quer cursar medicina.

A denúncia foi feita pela estudante Sofia Azevedo Macedo, presa em flagrante pela PF no dia do exame, domingo passado 6, quando ia fazer o segundo dia do Enem em Belo Horizonte.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247