Quilombola assume cargo no governo de Minas

O estudante universitário Vandeli Paulo dos Santos passará a fazer parte da equipe da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda) da administração estadual, como diretor de Políticas para Povos e Comunidades Tradicionais (PCT's); "Com certeza é um desafio grande, porque a gente quer ver o resultado chegar até as comunidades quilombolas, indígenas, os povos de terreiros, os pescadores artesanais. A expectativa é a de que a gente possa levar as políticas públicas para essas comunidades", comentou

O estudante universitário Vandeli Paulo dos Santos passará a fazer parte da equipe da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda) da administração estadual, como diretor de Políticas para Povos e Comunidades Tradicionais (PCT's); "Com certeza é um desafio grande, porque a gente quer ver o resultado chegar até as comunidades quilombolas, indígenas, os povos de terreiros, os pescadores artesanais. A expectativa é a de que a gente possa levar as políticas públicas para essas comunidades", comentou
O estudante universitário Vandeli Paulo dos Santos passará a fazer parte da equipe da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda) da administração estadual, como diretor de Políticas para Povos e Comunidades Tradicionais (PCT's); "Com certeza é um desafio grande, porque a gente quer ver o resultado chegar até as comunidades quilombolas, indígenas, os povos de terreiros, os pescadores artesanais. A expectativa é a de que a gente possa levar as políticas públicas para essas comunidades", comentou (Foto: Gisele Federicce)

Minas 247 - O estudante universitário Vandeli Paulo dos Santos passará a fazer parte da equipe da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda) do governo de Minas Gerais, na primeira vez que um quilombola assume um cargo de destaque na administração do estado.

Como diretor de Políticas para Povos e Comunidades Tradicionais (PCT's), vinculado à Subsecretaria de Agricultura Familiar, Vandeli dos Santos terá como principal desafio ouvir as demandas e buscar soluções para reivindicações históricas dos movimentos, como acesso e regularização de terras, crédito e assistência técnica.

"Com certeza é um desafio grande, porque a gente quer ver o resultado chegar até as comunidades quilombolas, indígenas, os povos de terreiros, os pescadores artesanais. A expectativa é a de que a gente possa levar as políticas públicas para essas comunidades", diz ele.

Morador do Quilombo Santa Cruz, em Ouro Verde de Minas, no Vale do Mucuri, Vandeli é um dos dez filhos de dona Anézia Pereira dos Santos. Seu pai, João Paulo Martins dos Santos, já falecido, foi um dos organizadores do quilombo e um dos principais militantes na busca de direitos para os Povos e Comunidades Tradicionais.

"Meu envolvimento com a causa é fruto dessa herança dos meus pais", completa Vandeli, que já foi coordenador da juventude quilombola da Federação das Comunidades Quilombolas de Minas Gerais (N'Golo).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247