Rachel Marques repudia ataques a defensores de Lula em Curitiba

A deputada Rachel Marques (PT) repudiou nesta quarta-feira (10) os ataques contra os acampamentos de defensores do ex-presidente Lula em Curitiba. De acordo com ela, mesmo que a vigília de mobilização tenha sido pacífica, ela foi covardemente atacada por provocadores. “Precisamos estar altivos para defender o estado democrático de direito, entendendo que esta vigília que está acontecendo em Curitiba é em defesa do ex-presidente Lula, mas também é em defesa da democracia, já que não há nenhum crime comprovado contra ele”. A parlamentar disse ainda que o petista é alvo de perseguição política porque lidera todos os cenários eleitorais e criticou o juiz Sérgio Moro por negar o pedido para gravar o depoimento

A deputada Rachel Marques (PT) repudiou nesta quarta-feira (10) os ataques contra os acampamentos de defensores do ex-presidente Lula em Curitiba. De acordo com ela, mesmo que a vigília de mobilização tenha sido pacífica, ela foi covardemente atacada por provocadores. “Precisamos estar altivos para defender o estado democrático de direito, entendendo que esta vigília que está acontecendo em Curitiba é em defesa do ex-presidente Lula, mas também é em defesa da democracia, já que não há nenhum crime comprovado contra ele”. A parlamentar disse ainda que o petista é alvo de perseguição política porque lidera todos os cenários eleitorais e criticou o juiz Sérgio Moro por negar o pedido para gravar o depoimento
A deputada Rachel Marques (PT) repudiou nesta quarta-feira (10) os ataques contra os acampamentos de defensores do ex-presidente Lula em Curitiba. De acordo com ela, mesmo que a vigília de mobilização tenha sido pacífica, ela foi covardemente atacada por provocadores. “Precisamos estar altivos para defender o estado democrático de direito, entendendo que esta vigília que está acontecendo em Curitiba é em defesa do ex-presidente Lula, mas também é em defesa da democracia, já que não há nenhum crime comprovado contra ele”. A parlamentar disse ainda que o petista é alvo de perseguição política porque lidera todos os cenários eleitorais e criticou o juiz Sérgio Moro por negar o pedido para gravar o depoimento (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - A deputada Rachel Marques (PT) lamentou, em pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (10), os ataques sofridos por manifestantes em defesa do ex-presidente Lula, que estão acampados em Curitiba, para prestar apoio no depoimento desta tarde ao juiz Sérgio Moro. De acordo com a parlamentar, nesta madrugada, acampamentos de defensores do ex-presidente foram atacados com bombas e fogos de artifício, causando danos às barracas e vítimas feridas.

Segundo a deputada, mesmo que a vigília de mobilização em apoio à Lula tenha sido pacífica, ela foi covardemente atacada por provocadores. “Precisamos estar altivos para defender o estado democrático de direito, entendendo que esta vigília que está acontecendo em Curitiba é em defesa do ex-presidente Lula, mas também é em defesa da democracia, já que não há nenhum crime comprovado contra ele”, destacou Rachel Marques.

Para a deputada, existe uma perseguição clara contra Lula. “Ele é vítima de uma tentativa de bani-lo do cenário político brasileiro, já que em todos os cenários de pesquisas pré-eleitorais, ele se encontra na liderança”, aponta.

Na avaliação de Rachel Marques, “todas as imputações que atingem o ex-presidente são baseadas em achismos e convicções próprias, sem provas evidentes de ilegalidades”.

A parlamentar criticou ainda o juiz Sérgio Moro por negar o pedido da defesa de Lula para gravar o depoimento. “A decisão afronta a legislação brasileira, pois isto está garantido em lei, quando diz que o advogado tem o direito a acessar todos os atos processuais”, salientou.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247