Rede D’Or investe R$ 75 mi em unidades da RMR

Os recursos serão aplicados em reformas e na compra de novos equipamentos para os hospitais Esperança, no Recife, e Prontolinda, em Olinda; objetivo é aumentar a oferta de atendimentos nas emergências e cirurgias

Rede D’Or investe R$ 75 mi em unidades da RMR
Rede D’Or investe R$ 75 mi em unidades da RMR (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 – A Rede Hospitalar D’Or anunciou que vai investir R$ 75 milhões em duas unidades na Região Metropolitana do Recife (RMR). O Hospital Esperança, na capital, receberá recursos de R$ 60 milhões para ampliação, enquanto o Protolinda vai receber verba no valor de R$ 15 milhões. De acordo com a empresa, o investimento é baseado no crescimento da demanda nas emergências e no número de cirurgias, quando houve um aumento de 25% e 16% respectivamente.

No Hospital Esperança, os recursos estão sendo utilizados na ampliação da estrutura física, com a construção de um novo prédio, anexo ao atual, e na compra de novos equipamentos. Com a expansão, a unidade vai ampliar em 120 o número de leitos, passando de 160 para um total de 280. “O nosso plano de expansão demonstra o interesse do Grupo D’Or em manter a qualidade no atendimento. Com o acesso de cada vez mais pessoas a planos de saúde sentimos a necessidade de reforçar a nossa estrutura para manter o padrão de qualidade que sempre caracterizou o Hospital Esperança”, explica Alexandre Loback, Diretor Executivo da unidade de saúde.

Já no hospital Prontolinda, que está em fase final de conclusão do processo de expansão, previsto para o primeiro semestre de 2013, as novas instalações, que vão ocupar um empreendimento de seis andares, serão implantados um bloco cirúrgico, uma emergência geral e um centro administrativo. Mas os investimentos não estão restritos, apenas, à parte física. Serão adquiridos novos equipamentos para as salas de cirurgia e aparelhos de hemodinâmica. “Atualmente atendemos cerca de 12 mil pessoas por mês na nossa emergência. A expectativa é que esse número aumente para 14 mil, pois vamos modificar todo o nosso processo de atendimento emergencial”, revelou Luciene Melo, diretora do Hospital Prontolinda.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email