Reforma agrária e regularização fundiária terão R$ 1 milhão

O governo de Alagoas vai investir o recurso na regularização fundiária nos municípios alagoanos de Branquinha, Santana do Mundaú e União dos Palmares; também haverá quitação de propriedades rurais no Sertão para assentamento de 192 famílias, além da entrega títulos de terra em vários municípios

O governo de Alagoas vai investir o recurso na regularização fundiária nos municípios alagoanos de Branquinha, Santana do Mundaú e União dos Palmares; também haverá quitação de propriedades rurais no Sertão para assentamento de 192 famílias, além da entrega títulos de terra em vários municípios
O governo de Alagoas vai investir o recurso na regularização fundiária nos municípios alagoanos de Branquinha, Santana do Mundaú e União dos Palmares; também haverá quitação de propriedades rurais no Sertão para assentamento de 192 famílias, além da entrega títulos de terra em vários municípios (Foto: Voney Malta)

Por Helciane Angélica/Agência Alagoas - Alagoas terá recursos de R$ 1 milhão para investir em reforma agrária e regularização fundiária. A informação foi confirmada pelo diretor-presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral), Jaime Silva, que esteve em Brasília para estreitar parcerias visando ao fortalecimento da política agrária no Estado.

Durante visita ao Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, a secretária executiva de Reordenamento Agrário, Raquel Santori, confirmou o investimento de R$ 1 milhão para a regularização fundiária nos municípios alagoanos de Branquinha, Santana do Mundaú e União dos Palmares. Esses recursos segundo a coordenadoria de Reordenamento Agrário do ministério, poderá ter o saldo remanejado para mais dois municípios da Zona da Mata.

Outra grande conquista foi a aquisição de recursos federais para a quitação de oito propriedades rurais localizadas no Sertão, onde serão assentadas 192 famílias camponesas, além da entrega de 460 títulos de terra nos municípios de Paulo Jacinto e Pindoba, correspondente ao convênio assinado no ano de 2004; e o convênio de 2009, referente a nove municípios: Branquinha, Flexeiras, Joaquim Gomes, Messias, Murici, Novo Lino, Santana do Mundaú, São Luís do Quitunde e União dos Palmares.

"Essas medidas reafirmam o compromisso do Iteral e do Governo de Alagoas com a reforma agrária, que possibilita a permanência das famílias no campo e o desenvolvimento da agricultura familiar. Várias pessoas terão sua dignidade restabelecida, saindo de barracos de lona, para produzirem em seus lotes alimentos saudáveis e criar animais, e garantir a sua subsistência", enalteceu Jaime Silva.

O próximo passo é o agendamento da cerimônia para a entrega dos títulos de posse das terras.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247