Reforma de Interlagos vai custar R$ 160 milhões

Prefeito Fernando Haddad (PT) cede às pressões do chefão da Formula 1, Bernie Ecclestone, e autoriza construção de novos boxes, além da largura e recapeamento da pista. A verba é suficiente, por exemplo, para quase cobrir os R$ 175 milhões de ‘rombo’ causado nos cofres municipais com a redução de R$ 0,20 na tarifa de ônibus. O governo justifica que o GP Brasil é um dos principais eventos da capital e movimenta cerca de R$ 100 milhões por ano

Reforma de Interlagos vai custar R$ 160 milhões
Reforma de Interlagos vai custar R$ 160 milhões

247 - A Prefeitura de São Paulo abriu duas concorrências que somam R$ 160,8 milhões para a reforma do Autódromo de Interlagos, na zona sul. Só a etapa da construção de novos boxes, que atende a uma recomendação da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), vai custar R$ 148.924.311,22.

O chefão da F-1, Bernie Ecclestone, ameaçou tirar a corrida da cidade no ano que vem caso a prefeitura não fizesse a reforma. “As promessas de reforma de Interlagos não foram cumpridas. Agora, chega. Não fosse a relação antiga e os sentimentos que me ligam ao Brasil, a Fórmula 1 já não estava mais lá”, disse o dirigente ao Estado, durante o GP da China, em Xangai, quarta etapa da temporada.

A verba é suficiente, por exemplo, para quase cobrir os R$ 175 milhões de ‘rombo’ causado nos cofres municipais com a redução de R$ 0,20 na tarifa de ônibus. O governo diz que o GP Brasil é um dos principais eventos da capital e movimenta cerca de R$ 100 milhões por ano.

A obra inclui a construção de 40 novos boxes, área VIP, torre de controle, edifício para equipes e centro de mídia, além de ajustes no traçado, largura e recapeamento da pista, principalmente na reta oposta e na pista de acesso aos boxes. As intervenções têm prazo de execução mais longo, de treze meses, e só devem ficar prontas em 2014.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247