Regina Sousa critica “balcão de negócio” no governo Temer

A senadora Regina Sousa (PT-PI) chamou de “balcão de negócio” o jantar no Palácio da Alvorada, que reuniu deputados da base aliada e ministros do governo Temer;  “Acho que a PEC que cria o teto para o gasto público passa na Câmara, até porque o Temer demitiu ministro para votar a matéria. Essa proposta é um retrocesso, uma pancada na educação, na saúde, porque não se reduz despesa com lei. Você faz isso no dia a dia, cortando gastos”, avalia Regina Sousa

www.brasil247.com - A senadora Regina Sousa (PT-PI) chamou de “balcão de negócio” o jantar no Palácio da Alvorada, que reuniu deputados da base aliada e ministros do governo Temer;  “Acho que a PEC que cria o teto para o gasto público passa na Câmara, até porque o Temer demitiu ministro para votar a matéria. Essa proposta é um retrocesso, uma pancada na educação, na saúde, porque não se reduz despesa com lei. Você faz isso no dia a dia, cortando gastos”, avalia Regina Sousa
A senadora Regina Sousa (PT-PI) chamou de “balcão de negócio” o jantar no Palácio da Alvorada, que reuniu deputados da base aliada e ministros do governo Temer;  “Acho que a PEC que cria o teto para o gasto público passa na Câmara, até porque o Temer demitiu ministro para votar a matéria. Essa proposta é um retrocesso, uma pancada na educação, na saúde, porque não se reduz despesa com lei. Você faz isso no dia a dia, cortando gastos”, avalia Regina Sousa (Foto: Leonardo Lucena)


Piauí Hoje - A senadora Regina Sousa (PT-PI) chamou de “balcão de negócio” o jantar de ontem (9), no Palácio da Alvorada, que reuniu deputados da base aliada, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), além de ministros do governo Temer, como Eliseu Padilha (Casa Civil), Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo), Blairo Maggi (Agricultura) e Alexandre de Moraes (Justiça).

“Acho que a PEC que cria o teto para o gasto público passa na Câmara, até porque o Temer demitiu ministro para votar a matéria. Essa proposta é um retrocesso, uma pancada na educação, na saúde, porque não se reduz despesa com lei. Você faz isso no dia a dia, cortando gastos”, avalia Regina Sousa.

Segundo a assessoria de Michel Temer, a PEC objetiva evitar que a despesa cresça mais que a inflação a partir de 2017. O novo regime fiscal terá duração de 20 anos.

Reforma no secretariado

Regina Sousa evitou falar sobre a reforma no secretariado de Wellington Dias, assunto que vem sendo notícia desde a semana passada nos bastidores, mas que ninguém do governo comenta. O que se sabe é que PMDB e PCdoB ocuparão secretarias de destaque nessa reforma.

“Não vi o governador falando sobre isso. Aliás, não falei com o governador Wellington Dias sobre esse assunto, até porque ele está viajando”, desconversou a senadora.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email