Renan Filho diz que vai lançar em dois meses ‘Força Tarefa da Segurança’

O governador Renan Filho (PMDB) afirmou, durante apresentação dos números da segurança em Alagoas, que deve oficializar uma espécie de bico legal nos próximos meses; o projeto da "Força Tarefa da Segurança Pública" deve empregar de R$ 800 mil a R$ 1 milhão por mês; o dinheiro será usado para pagar uma espécie de gratificação dos policiais, que devem trabalhar um dia a mais; segundo Renan Filho, o plano deve contribuir para a sensação de segurança da população - ao ver mais militares nas ruas - e para a queda da violência no Estado

renan filho
renan filho (Foto: Leonardo Lucena)

Por Larissa Bastos, GazetaWeb - O governador Renan Filho (PMDB) afirmou, nesta segunda-feira (4), durante apresentação dos números da segurança em Alagoas, que deve oficializar uma espécie de bico legal nos próximos meses. O projeto da "Força Tarefa da Segurança Pública" deve empregar de R$ 800 mil a R$ 1 milhão por mês.

O dinheiro será usado para pagar uma espécie de gratificação dos policiais, que devem trabalhar um dia a mais. Segundo Renan Filho, o plano deve contribuir para a sensação de segurança da população - ao ver mais militares nas ruas - e para a queda da violência no Estado.

"É uma estratégia que, sem dúvida, vai dar certo e vai melhorar ainda mais os números. Devemos lançá-la daqui há 60 dias e é a garantia de mais presença de policiais nas ruas", disse ele, explicando o funcionamento do projeto, que deixou de se chamar Bico Legal.

Boa parte do foco da iniciativa deve ficar no interior, que apresentou aumento do número de Crimes Violentos Letais Intencionais, que compreendem os crimes que terminam em morte. Em Arapiraca, o crescimento foi de 39,7%, passando de 63 nos seis primeiros meses de 2015 para 88 no mesmo período desse ano. 

"Precisamos fortalecer a presença da Radiopatrulha e ver como vamos trabalhar com a Polícia Civil no Agreste. Esses são os próximos passos e precisamos nos reinventar, porque o crime se reinventa e está sempre mudando de lugar", afirmou o governador, ressaltando que as ações não podem deixar de acontecer em Maceió.

Além de Arapiraca, Rio largo também teve um aumento nos CVLI. De janeiro a junho de 2015, foram 30 crimes do tipo na cidade da Região Metropolitana de Maceió, enquanto este ano foram registrados 36, um aumento de 20%. Segundo levantamento da Secretaria de Segurança Pública, quarta, sexta e sábado são os dias mais violentos no município.

De acordo com Renan Filho, os números da capital alagoana, que conseguiu uma redução de 27,7%, mostram que "o caminho está correto". "Só precisamos agora trilhar esses caminhos em outros lugares", afirmou Renan Filho. 

 
 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247