Renan Filho diz que vai reduzir secretarias

O governador eleito, Renan Filho (PMDB), pretende diminuir o número de secretarias em Alagoas; no entanto, prevê criar a de Esportes; "Não vamos excluir as secretarias, vamos integrá-las para reduzir os custos para o Estado. Ficaremos com menos de 20 pastas. Com o enxugamento da máquina, será possível fazer mais investimentos", afirmou

O governador eleito, Renan Filho (PMDB), pretende diminuir o número de secretarias em Alagoas; no entanto, prevê criar a de Esportes; "Não vamos excluir as secretarias, vamos integrá-las para reduzir os custos para o Estado. Ficaremos com menos de 20 pastas. Com o enxugamento da máquina, será possível fazer mais investimentos", afirmou
O governador eleito, Renan Filho (PMDB), pretende diminuir o número de secretarias em Alagoas; no entanto, prevê criar a de Esportes; "Não vamos excluir as secretarias, vamos integrá-las para reduzir os custos para o Estado. Ficaremos com menos de 20 pastas. Com o enxugamento da máquina, será possível fazer mais investimentos", afirmou (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - O governador eleito de Alagoas, Renan Filho (PMDB), afirmou, nesta sexta-feira (21), em entrevista à TV Gazeta e àRádio Gazeta, que vai reduzir o número de secretarias de Estado e, consequentemente, o quantitativo de servidores comissionados existentes atualmente. A criação de, pelo menos uma pasta, a de Esportes, também está prevista para acontecer a partir de janeiro de 2015.

"Não vamos excluir as secretarias, vamos integrá-las para reduzir os custos para o Estado. Ficaremos com menos de 20 pastas. Com o enxugamento da máquina, será possível fazer mais investimentos. Vou recriar a secretaria de Esportes porque o esporte promove a integração das pessoas e o estado mais violento do país não pode abrir mão disso", afirmou Renan Filho, destacando que hoje a pasta é um departamento da secretaria da Educação.

Ainda segundo o governador eleito, algumas secretarias simbólicas precisam ser mantidas, como a da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos. Durante entrevista, Renan Filho voltou a afirmar que a prioridade do novo governo é a Educação. Ele destacou ainda que, na primeira reunião que tiver com a presidente Dilma Rousseff (PT), vai falar sobre o indexador da dívida de Alagoas com o governo federal. O objetivo é reduzir o valor pago mensalmente pelo estado, investindo o recurso referente à redução na pasta da Educação.

A contratação de novos professores, por meio de concurso público, também está prevista para acontecer no novo governo. "A Educação será o centro do nosso governo. Existe a falta de professores principalmente no Ensino Médio. Temos que fazer concurso público para contratar profissionais especialistas em algumas matérias", afirmou.

O novo governador destacou ainda que pretende criar um fundo de educação para que todo recurso extra que entrar nos cofres públicos seja investido nesta pasta que, segundo ele, é prioridade. "Na primeira reunião com a presidente Dilma eu vou tratar do valor das parcelas para que o governo federal reverta parte desse dinheiro para investimentos no Estado. Vou criar um fundo para investir 100% dos recursos novos na educação", falou.

Orçamento

Durante o trabalho de transição, que vem sendo feito nas últimas semanas, Renan Filho afirmou que tem encontrado Alagoas em uma situação apertada e que é preciso cortar gastos para que os investimentos possam ser feitos. A previsão para o orçamento de 2015 é de um crescimento de 3%. "Vamos ter que enxugar a máquina, cortar despesas. No início de governo, sempre há um espaço para economizar e estamos nos preparando para isso", ressaltou.

Secretariado

Renan Filho não revelou nomes para o novo secretariado, mas voltou a afirmar nesta sexta que vai apostar em profissionais com perfil técnico. "Os nomes ainda não estão postos, pois ainda estamos em discussão. Queremos secretários que tenham conhecimento técnico nas suas pastas. Alagoas não precisa do favor de ninguém, precisa de quem trabalha", diz.

Sobre a realização de uma auditoria nas contas do Estado, o novo governador não confirmou que será feita, mas destacou que tudo o que for preciso será executado.
Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247