Renda agrícola deve crescer 11% em 2012

Desempenho do Estado de Minas Gerais, que atingiu R$ 25,6 bilhões e bateu recorde, é melhor do que o nacional, que terá queda de 0,8% este ano

Renda agrícola deve crescer 11% em 2012
Renda agrícola deve crescer 11% em 2012 (Foto: Divulgação)

Agência Minas - A renda agrícola de Minas Gerais deve atingir R$ 25,6 bilhões, crescendo 11% neste ano de 2012. Será o maior valor já registrado no Estado. Os números fazem parte do relatório do Valor Bruto da Produção (VBP) divulgado, nesta segunda-feira (20), pelo Ministério da Agricultura. O VBP se refere à renda dentro da propriedade e considera os preços recebidos pelos produtores das principais culturas agrícolas do país.

De acordo com o relatório, o crescimento de Minas Gerais difere do comportamento do Brasil. O VBP nacional terá um queda de 0,8% e ficará em R$ 221,2 bilhões. A estimativa para o ano de 2012 foi calculada com base no levantamento de safra de julho e nos preços pagos nos sete primeiros meses do ano.

A boa safra de grãos e de cana-de-açúcar explica o bom momento da renda agrícola de Minas Gerais. "Tivemos uma safra de grãos recorde. Além disso, os preços de algumas commodities, como o do milho e o da soja, estão em crescimento no mercado interno e no exterior", explica o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Elmiro Nascimento.

O VBP da soja em grão no Estado irá crescer 29,8% na comparação com o ano passado. O valor deve chegar a R$ 2,9 bilhões. O milho também terá um desempenho positivo. O valor recebido pelos produtores deve atingir R$ 3,3 bilhões, um crescimento de 15,8% em relação a 2011.

A renda obtida com o valor pago aos produtores de feijão de Minas Gerais será um dos principais destaques do ano. O crescimento esperado é de 47,5%, com um VBP de R$ 1,5 bilhão.

A cana-de-açúcar também foi determinante para o bom desepenho da renda agrícola, com um VBP de R$ 4,3 bilhões. O aumento em relação a 2011 deve ser de 10,8%.

Já o café – que tem a maior peso entre todos os produtos agrícolas de Minas Gerais – deve ter um desempenho negativo, com queda de 6,9% em relação ao ano passado. A renda da cafeicultura esperada para este ano é de R$ 10,8 bilhões.

"Este quadro poderá ser revertido nos próximos meses. Tivemos uma produção recorde de café e estamos na fase incial da comercialização da safra nova. Se os preços apresentarem recuperação no mercado internacional, o café poderá contribuir para um crescimento ainda maior do VBP mineiro", explica o secretário.

Principais números do VBP agrícola de Minas Gerais

VBP total: R$ 25,6 bilhões (+11%)

Cana-de-açúcar: R$ 4,3 bilhões (+10,8%)

Milho: R$ 3,3 bilhões (+15,8%)

Soja: R$ 2,9 bilhões (+29,8%)

Feijão: R$ 1,5 bilhão (+47,5%)

Café: R$ 10,8 bilhões (-6,9%)

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247