Renilson, do DEM, agora será independente de João

Vereador Renilson Félix, do DEM, não aceitou bem o fato do prefeito João Alves Filho, também do DEM, ter lhe retirado da função de vice-líder do governo no Legislativo de Aracaju e declarou que a partir de agora não dirá "amém" para todos os projetos da administração municipal; "Não abro mão de minhas convicções, vou defender projetos de ordem pessoal, sem censura", avisou

Vereador Renilson Félix, do DEM, não aceitou bem o fato do prefeito João Alves Filho, também do DEM, ter lhe retirado da função de vice-líder do governo no Legislativo de Aracaju e declarou que a partir de agora não dirá "amém" para todos os projetos da administração municipal; "Não abro mão de minhas convicções, vou defender projetos de ordem pessoal, sem censura", avisou
Vereador Renilson Félix, do DEM, não aceitou bem o fato do prefeito João Alves Filho, também do DEM, ter lhe retirado da função de vice-líder do governo no Legislativo de Aracaju e declarou que a partir de agora não dirá "amém" para todos os projetos da administração municipal; "Não abro mão de minhas convicções, vou defender projetos de ordem pessoal, sem censura", avisou (Foto: Valter Lima)

Sergipe 247 - O vereador Renilson Félix, do DEM, não aceitou bem o fato do prefeito João Alves Filho, também do DEM, ter lhe retirado da função de vice-líder do governo no Legislativo de Aracaju. Na sessão desta terça-feira (22), o parlamentar afirmou que cumpriu o que tinha que ser feito e reconheceu que por muitas vezes existiu na Casa pontos de divergência com relação a projetos vindos do Executivo e proposituras feitas pelos demais vereadores.

Ele informou que até quando respondeu como vice-líder votou a favor de todos os projetos do Executivo, mas agora vai adotar uma postura mais independente. "Não abro mão de minhas convicções, vou defender projetos de ordem pessoal, sem censura", avisou.

O demista também mandou recado para os novos líderes, Agnaldo Feitosa (PR) e Anderson de Tuca (PRTB). "Sugiro a vossas excelências que tenham mais acesso ao governo", afirmou.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247