Retomada de obras da Refinaria amplia perspectiva da economia

Retomada das obras Refinaria Abreu e Lima (Rnest), em Ipojuca, Pernambuco, no Complexo Industrial Portuário de Suape, a 45 quilômetros de Recife, aprovada na última sexta-feira (22) pela Petrobras tem gerado expectativa de reaquecer a economia pernambucana; estimativa do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem em Geral de Pernambuco (Sintepav-PE) é que a retomada das obras resulte na geração de até 8 mil vagas de trabalho em três anos; apesar do anúncio, Sintepav diz que não há previsão de ´para  aretomada das obras

RIO DE JANEIRO/RJ 26/9/2012 ECONOMIA COMPERJ Obras do Complexo Petroqu�mico do Rio de Janeiro FOTO AGENCIA PETROBRAS
RIO DE JANEIRO/RJ 26/9/2012 ECONOMIA COMPERJ Obras do Complexo Petroqu�mico do Rio de Janeiro FOTO AGENCIA PETROBRAS (Foto: Paulo Emílio)

Agência Brasil - A reavaliação do projeto do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí, região metropolitana do Rio, e da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), em Ipojuca, Pernambuco, no Complexo Industrial Portuário de Suape, a 45 quilômetros de Recife, aprovada na última sexta-feira (22) tem gerado expectativa de reaquecer a economia pernambucana. Estimativa do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem em Geral de Pernambuco (Sintepav-PE) é que a retomada das obras resulte na geração de até 8 mil vagas de trabalho em três anos. 

Dentre os projetos que terão continuidade, está a Unidade de Abatimento de Emissões de Enxofre (Snox), responsável por diminuir a emissão de poluentes na atmosfera, além das demais obras de complementação do 1º Trem de Refino. Atualmente, a unidade produz cerca de cem mil barris de petróleo por dia (bpd). Apesar disto, o Sintepav vê o anuncio com desconfiança. "Para nós, é mais uma promessa vazia. Dizem que vão retomar as construções, que vão gerar emprego, mas não dizem quando. O que vemos são as empresas de Pernambuco afundando", lamenta o presidente do Sintepav-PE, Aldo Amaral, em entrevista o Jornal do Commercio.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247