Reús do 11 de setembro se recusam a colaborar com julgamento

Khalid Sheikh Mohammed e outros quatro homens no responderam a perguntas do juiz e chegaram a orar durante o processo

Reús do 11 de setembro se recusam a colaborar com julgamento
Reús do 11 de setembro se recusam a colaborar com julgamento (Foto: Divulgação)

247 - Apontados como mentores dos atentados de 11 de setembro de 2011, Khalid Sheikh Mohammed e outros quatro homens se recusaram a colaborar com o processo que os julgam como responsáveis pela morte de quase 3 mil pessoas.

Os réus irritaram o juiz ao não responder a perguntas e não confirmar se gostariam de ser representados pelos advogados que foram indicados para eles. A atitude atrasou o julgamento que começou neste sábado.

Em determinado momento do julgamento, dois dos julgados resolveram se ajoelhar no tribunal e começaram a orar em árabe. Um dos advogados explicou que os réus se recusavam a colaborar por considerarem o processo injusto.

O advogado de Ramzi Binalshibh, um dos cinco prisioneiros, reiterou que seu cliente não colaboraria com o processo. Binalshbh inclusive assustou os presentes ao gritar exaltadamente em determinado momento: “talvez me matem e digam que me suicidei”.

O “Julgamento do Século”, como citado por alguns, é previsto para durar meses e, a depender da ajuda dos reús, se prolongar pelos próximos anos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247