Rio Grande do Norte ganha destaque em guia internacional

Estado é o único do Brasil em uma lista com 20 destinos que devem ser visitados em 2016, de acordo com revista americana

Rio Grande do Norte ganha destaque em guia internacional
Rio Grande do Norte ganha destaque em guia internacional

Carolina Valadares

Turistas andam de bugue nas dunas de Natal (RN). Foto: Banco de imagens/EmbraturTuristas andam de bugue nas dunas de Natal (RN). Foto: Banco de imagens/Embratur

 

A revista National Geografic Traveler  trouxe, na edição de novembro, um guia com as 20 cidades que devem ser visitadas em 2016.  O Rio Grande do Norte foi o único estado brasileiro citado pelo periódico. De acordo com o texto, o local é famoso pelas dunas de areias brancas e pelo maior cajueiro do mundo. Localizada a três horas do Rio de Janeiro de avião, a capital é ensolarada durante 233 dias por ano – com intensa riqueza cultural e saborosa cozinha regional. A publicação destaca os pratos de carne de sol e mandioca frita; além do forró, estilo definido como uma mistura de “acordeão, zabumba e triângulo”.


A revista ainda dá dicas sobre como aproveitar o destino:

  • Quando ir: o ano todo. Na primeira semana de dezembro, acontece o Carnatal, carnaval fora de época.
  • Como se locomover: de carro alugado a partir do aeroporto de Natal. Para andar nas dunas, utilize o serviço de um bugueiro registrado.
  • O que comer ou beber: no mercado público de Redinha, peixe e camarão frito.
  • O que comprar: artesanato regional, como a renda de bilro e garrafas com areia colorida.
  • O que ler antes de ir: Nowhere People, de Paulo Scott, que fala sobre o povo Guarani.
  • Fato interessante: Pirangi do Norte é o local onde pode ser visto o maior cajueiro do mundo.

Acesse a publicação completa.


ESTRANGEIROS EM NATAL

Esta semana o Ministério do Turismo divulgou o perfil do viajante estrangeiro que visitou Natal no ano passado. O Rio Grande do Norte recebeu 38 mil estrangeiros, sendo que, na capital, a maioria foi de argentinos (14%), italianos (13%) e americanos (10%). A visita à cidade foi motivada principalmente por lazer (62%) e negócios (17%). O gasto médio por dia na cidade, a lazer, foi de US$ 104, e a permanência média desses visitantes no país foi de 16 dias. Hotéis, flats e pousadas foram os principais meios de hospedagem e receberam 55% do público estrangeiro que visita Natal e 22% ficaram na casa de amigos e parentes. Restaurantes e meios de hospedagens receberam avaliações positivas de 92% dos estrangeiros e a hospitalidade foi elogiada por 97% dos turistas. A pesquisa Demanda Turística Internacional foi feita em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) e ouviu 44.080 entrevistados em todo o país, mais de 10 mil turistas apenas durante a Copa do Mundo, em 15 aeroportos brasileiros e 10 fronteiras terrestres, que representam mais de 90% do fluxo terrestre internacional.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247