Ronaldinho brilha e Neymar faz gol do ano

At a Fifa destacou em seu site oficial o terceiro do camisa 11 do Santos na derrota para o Flamengo por 5 a 4; Gacho, que saiu vitorioso, marcou de falta um que j havia feito no Barcelona; assista

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Ok, Ronaldinho Gaúcho provou, comprovou e, com seu terceiro gol na vitória histórica de ontem do Flamengo contra o Santos (4X5, na Vila Belmiro), praticamente exigiu sua reconvocação para a Seleção Brasileira. O terceiro gol dele, de falta, foi antológico. “Eu já havia feito um assim pelo Barcelona”, explicou Ronaldinho, que bateu rasteiro, antevendo o salto da barreira (assista abaixo).

Mas Neymar fez o gol do ano. Foi até destaque no site da Fifa. Na parte final da jogada, antes de tocar na saída do goleiro Felipe, entre dois zagueiros, ele inventou um drible. “Eu nunca tinha visto algo assim”, disse, no ar, pela rede Bandeirantes, o experiente Luciano do Valle. Na prática, Neymar, na corrida, ajeitou a bola, pela parte de cima dela, com a perna direta, para a sua perna esquerda. Esta deu um toque para a bola correr adiante, enquanto o próprio Neymar já partia, pelo lado oposto do zagueiro Ronaldo Angelin, para se posicionar diante dele. A pé esquerdo bateu na bola enquanto corria. Adiante, Neymar deu o toque para o gol. Com o desfecho, ele terminou uma fila que envolveu em seus dribles sete jogadores do Flamengo, numa jogada que deveria merecer uma placa – a diretoria do clube costuma fazer esse tipo de homenagem. Pena que o Santos perdeu, para alegria da reconhecida Nação Rubro-Negra.

 




O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email