Rovai: Declaração de Fernando Carvalho, do Inter, revela a moral da elite nacional

“Temos nossa tragédia particular, que é fugir do rebaixamento. Esse adiamento da rodada será prejudicial. Não é hora de reclamar, mas esse adiamento certamente criará embaraços que lá na frente teremos de comentar”, disse o presidente do Inter, causando uma imensa polêmica ao comparar a "tragédia" do rebaixamento de seu clube com a da morte de quase todo o time da Chapecoense; "Não é necessário desenhar nem para Carvalho a imensa podridão de caráter que exala de sua fala. Mas isso não deve ser tratado apenas como um deslize. É assim que a elite brasileira se comporta em muitos momentos", comenta o jornalista Renato Rovai

“Temos nossa tragédia particular, que é fugir do rebaixamento. Esse adiamento da rodada será prejudicial. Não é hora de reclamar, mas esse adiamento certamente criará embaraços que lá na frente teremos de comentar”, disse o presidente do Inter, causando uma imensa polêmica ao comparar a "tragédia" do rebaixamento de seu clube com a da morte de quase todo o time da Chapecoense; "Não é necessário desenhar nem para Carvalho a imensa podridão de caráter que exala de sua fala. Mas isso não deve ser tratado apenas como um deslize. É assim que a elite brasileira se comporta em muitos momentos", comenta o jornalista Renato Rovai
“Temos nossa tragédia particular, que é fugir do rebaixamento. Esse adiamento da rodada será prejudicial. Não é hora de reclamar, mas esse adiamento certamente criará embaraços que lá na frente teremos de comentar”, disse o presidente do Inter, causando uma imensa polêmica ao comparar a "tragédia" do rebaixamento de seu clube com a da morte de quase todo o time da Chapecoense; "Não é necessário desenhar nem para Carvalho a imensa podridão de caráter que exala de sua fala. Mas isso não deve ser tratado apenas como um deslize. É assim que a elite brasileira se comporta em muitos momentos", comenta o jornalista Renato Rovai (Foto: Gisele Federicce)

Por Renato Rovai, da Revista Fórum - O presidente do Sport Clube Internacional, Fernando Carvalho, era até outro dia tido como um desses gênios da cartolagem. Era incensado pela mídia porque a despeito de ser advogado foi também por muito tempo comentarista esportivo.

Sua fama também tinha relação com o fato de que foi na sua primeira gestão à frente do clube que o Inter conquistou o mundial, em 2006.

Agora, Carvalho se vê numa situação inversa. Pode se tornar o comandante do clube, como vice de futebol, a levá-lo à segunda divisão.
E eis que surge o homem por detrás da cartola:

“Temos nossa tragédia particular, que é fugir do rebaixamento. Esse adiamento da rodada será prejudicial.”

(..)

“Não é hora de reclamar, mas esse adiamento certamente criará embaraços que lá na frente teremos de comentar.”

 

A outra tragédia a que Carvalho se refere era a morte de praticamente todo o time do Chapecoense, da comissão técnica, de parte dos seus dirigentes, de mais 20 jornalistas que estavam no avião, além da tripulação.

Não é necessário desenhar nem para Carvalho a imensa podridão de caráter que exala de sua fala.

Mas isso não deve ser tratado apenas como um deslize. É assim que a elite brasileira se comporta em muitos momentos.

Dane-se se milhões vão morrer de fome, se há tragédias que se relacionam, inclusive, com as opções que toma. Nossa elite não está preocupada com isso. Ela só se preocupada com seus pequenos caprichos.

Se vai morrer mais gente atropelada nas marginas, dane-se. Ela quer acelerar seu carro a 100 km por hora lá.

Se sem o Bolsa Família uma geração pode ser condenada a fome, dane-se. Ela acha que pobre se acomoda ao receber qualquer coisa do Estado.

Se impedir os médicos cubanos de atuarem no Brasil vai deixar muitas cidades com suas áreas de saúde completamente abandonadas, dane-se. Para ela o mais importante é que seja respeitado o seu preconceito.

E assim por diante.

A verdade é que Fernando Carvalho fez aquilo que boa parte da elite nacional faz o tempo todo.

Em homenagem ao Fernando Carvalho e a sua ignorância, dedico o vídeo a seguir do jogo entre Chapecoense x Inter em 2014.

E ao mesmo tempo publico tweet de uma das torcidas do Inter.

Os colorados não têm nada a ver com o seu dirigente e em hipótese alguma quero que se confunda minha crítica ao imbecil que comanda o clube com a sua imensa torcida.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247