RS é o terceiro estado em adesões ao "Mais Médicos"

No Rio Grande do Sul, a quantidade de adesões referente ao programa Mais Médicos chegou a 119 para atender 41 municípios; O número representa 8,99% dos 1.323 profissionais do ramo requisitados pelo estado; De acordo com levantamento do Ministério da Saúde, em primeiro lugar está a Bahia, com 144 médicos, e, em segundo, São Paulo (134)

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

RS247 – O Rio Grande do Sul é a terceira unidade federativa com o maior número de profissionais inscritos no programa Mais Médicos, do Governo Federal. Serão 41 municípios atendidos com 119 médicos, o que representa 8,99% dos 1.323 profissionais do ramo requisitados pelo estado. De acordo com levantamento do Ministério da Saúde, divulgado nesta quarta-feira (14), em primeiro lugar está a Bahia, com 144 médicos, e, em segundo, São Paulo (134). O programa visa contratar médicos para atuarem em regiões carentes do país, principalmente nas cidades do interior.

Em nível nacional, 1.618 médicos foram selecionados no primeiro mês de inscrições, o que representa 10,5% dos 15.460 profissionais solicitados por 3.511 municípios brasileiros. Os médicos devem chegar às suas respectivas cidades no dia 1º de outubro, segundo o Governo Federal. Dentre os que atuarão no Rio Grande do Sul, 57 são brasileiros e 62 estrangeiros.

Na primeira etapa de contratações, apenas 938 médicos aderiram ao programa. Como consequência dessa baixa adesão, com aval do Ministério da Saúde, os médicos que já tinham escolhido uma cidade para trabalhar, mas não haviam homologado a presença ou não foram alocados, puderam escolher novas localidades para trabalhar. Dessa forma, outros 158 profissionais com diploma no Brasil confirmaram os seus locais de atuação até a última segunda-feira (13) e, dos 715 médicos com diploma no exterior que se inscreveram, 522 homologaram a participação.

Do dia 15 a 18 de agosto ocorre a validação final da documentação dos estrangeiros nos consulados e embaixadas brasileiras, bem como a emissão de passagens. Um dia depois, haverá uma vídeo-conferência com os prefeitos para divulgar as orientações sobre o curso acolhimento dos médicos estrangeiros. O curso ocorre entre os dias 23 e 25. Já no dia 16 de agosto, sai o edital das novas inscrições dos médicos e, três dias depois, será o início das inscrições para cidades e médicos brasileiros e estrangeiros.

Agosto será último mês para a inscrição de municípios nessa fase do programa e, apenas no final do ano, é que as prefeituras poderão voltar a se inscrever. Conforme o Portal G1 Rio Grande do Sul, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse que o objetivo deste calendário é evitar a troca de médicos entre as cidades. "Isso é uma forma de evitar qualquer movimento de troca de médicos, esse regramento de abrirmos a inscrição uma vez por semestre, impede que tenha uma troca de profissionais, uma troca de vínculos. Isso é fundamental, porque esse é o programa Mais Médicos, não troca de médicos", afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email