Rui discute com franceses obras no aeroporto de Salvador

O governador Rui Costa se reuniu com representantes da empresa francesa Vinci Airports - vencedora do leilão que assumiu a administração do terminal este ano, para discutir as obras de requalificação do aeroporto de Salvador; ele passará por obras de ampliação e melhoria que devem ser concluídas até 2019; a Vinci arrematou o aeroporto por cerca de R$ 660,9 milhões e a concessão para operar tem prazo de 30 anos

Governador Rui Costa em reunião com o Sr. Nicolas Notebaert CEO do Grupo Vinci Airports. Foto: Mateus Pereira/GOVBA
Governador Rui Costa em reunião com o Sr. Nicolas Notebaert CEO do Grupo Vinci Airports. Foto: Mateus Pereira/GOVBA (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - O governador Rui Costa se reuniu com representantes da empresa francesa Vinci Airports e secretários de governo, na tarde desta quarta-feira (18), para discutir as obras de requalificação do aeroporto de Salvador. A Vinci Airports é a empresa vencedora do leilão realizado em 2017 e assumiu a administração do terminal em 2 de janeiro de 2018.

O aeroporto passará por obras de ampliação e melhoria de infraestrutura que, de acordo com o cronograma da empresa, devem ser concluídas até outubro de 2019. Para o aeroporto da capital baiana foram realizadas exigências contratuais que contemplam a ampliação dos terminais de passageiros, pistas de pouso e decolagem.

O secretário estadual de Turismo, José Alves, participou da reunião e destacou que a expectativa é que haja uma ampliação dos voos internacionais partindo de Salvador. “Esse encontro de hoje nos passou uma segurança muito grande. As companhias aéreas já têm interesse na implantação de novos voos em nossa estado. Dessa forma, a tendência é de crescimento e com a requalificação do aeroporto abrimos a porta para receber turistas de várias partes do mundo. Com certeza teremos o incremento do nosso turismo”.

A Vinci Airports arrematou o aeroporto de Salvador por aproximadamente R$ 660,9 milhões e a concessão para operar o terminal tem prazo de 30 anos. Além de Salvador, a empresa é responsável pela administração de mais 35 aeroportos distribuídos entre seis países. O CEO do Grupo Vinci Airports, Nicolas Notebeart, destacou o potencial da Bahia para a atração de turistas e revelou que as mudanças já foram iniciadas no aeroporto. “A gente quer melhorar o número de turistas que vem pra Salvador e trabalhar muito nos próximos meses para entregar um aeroporto novo e com significativa melhoria na qualidade do serviço. A gente já começou as mudanças desde terça-feira (17), com a implantação de wifi grátis, o que é nosso primeiro grande movimento.”

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247