Rui: resposta de João Leão foi de um 'indignado'

Para o governador Rui Costa (PT), a declaração do vice-governador e secretario de Planejamento, João Leão (PP), que disse estar "cagando e andando", após ter seu nome incluído na lista de investigados da Lava Jato foi a reação de uma pessoa 'indignada'; "É uma reação melhor do que uma reação de passividade. É uma demonstração clara da sua inocência e ele vai provar isso"; Rui rechaçou a necessidade de afastamento do vice-governador das suas funções à frente da Secretaria do Planejamento do Estado

Para o governador Rui Costa (PT), a declaração do vice-governador e secretario de Planejamento, João Leão (PP), que disse estar "cagando e andando", após ter seu nome incluído na lista de investigados da Lava Jato foi a reação de uma pessoa 'indignada'; "É uma reação melhor do que uma reação de passividade. É uma demonstração clara da sua inocência e ele vai provar isso"; Rui rechaçou a necessidade de afastamento do vice-governador das suas funções à frente da Secretaria do Planejamento do Estado
Para o governador Rui Costa (PT), a declaração do vice-governador e secretario de Planejamento, João Leão (PP), que disse estar "cagando e andando", após ter seu nome incluído na lista de investigados da Lava Jato foi a reação de uma pessoa 'indignada'; "É uma reação melhor do que uma reação de passividade. É uma demonstração clara da sua inocência e ele vai provar isso"; Rui rechaçou a necessidade de afastamento do vice-governador das suas funções à frente da Secretaria do Planejamento do Estado (Foto: Aquiles Lins)

Bahia 247 - O governador Rui Costa (PT) comentou neste domingo, 8, a inclusão do vice-governador e secretario de Planejamento, João Leão (PP), na lista de investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na Operação Lava Jato.

Para o governador, a declaração do seu vice, de que está "cagando e andando" para a Lava Jato foi de uma pessoa que está indignada. "É uma reação melhor do que uma reação de passividade. É uma demonstração clara da sua inocência e ele vai provar isso. Li uma declaração dele hoje nos jornais e espero que seja rápido", defendeu o líder baiano, que criticou o que chamou de "forma antecipada de se condenar as pessoas".

Segundo o site Bocão News, Rui Costa rechaçou a necessidade de afastamento do vice-governador das suas funções à frente da Secretaria do Planejamento do Estado. "Não há motivos para afastamento. Ele foi citado pelos delatores. Ele nem investigado foi. A partir de agora é que a Polícia Federal passará a investigar os citados. Vamos aguardar as investigações. Leão já me ligou. Amanhã converso com ele em meu gabinete, terça-feira ele vai à Brasília saber o que motivou seu nome na lista e a partir daí ele poderá começar a provar a sua inocência", afirmou o petista, que disse "confiar" em seu vice.

Rui Costa falou com jornalistas no Dique do Tororó, em Salvador, aonde foi lançar programa e participar de atividades relacionadas às mulheres.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247