Salesforce demite presidente no Brasil após polêmica com “Negão do WhatsApp”

Os desligamentos foram uma resposta da sede da companhia norte-americana a uma denúncia anônima, feita no sistema interno da Salesforce, que reclamou contra um funcionário que se fantasiou como o personagem “Negão do WhatsApp” na festa organizada pela empresa, afirmou um amigo pessoal de Prado, pedindo para não ser identificado.

Salesforce demite presidente no Brasil após polêmica com “Negão do WhatsApp”
Salesforce demite presidente no Brasil após polêmica com “Negão do WhatsApp”

(Reuters) - A produtora de software corporativo Salesforce demitiu o presidente-executivo de sua filial no Brasil, Mauricio Prado, e outros dois executivos da unidade brasileira, depois de uma polêmica criada durante festa da empresa no final do ano passado.

Os desligamentos foram uma resposta da sede da companhia norte-americana a uma denúncia anônima, feita no sistema interno da Salesforce, que reclamou contra um funcionário que se fantasiou como o personagem “Negão do WhatsApp” na festa organizada pela empresa, afirmou um amigo pessoal de Prado, pedindo para não ser identificado.

Procurado, Prado preferiu não comentar o assunto.

A Salesforce Brasil confirmou as demissões, mas não deu detalhes sobre os motivos.

A Salesforce, que compete com companhias como Oracle, SAP e Microsoft também disse à Reuters que o executivo responsável por América Latina, Enrique Ortegon, assumiu provisoriamente o cargo de presidente-executivo da companhia no Brasil.

Por Taís Haupt

Ao vivo na TV 247 Youtube 247